Conceitos

O que é bem estar animal?

O conceito de bem estar animal refere-se a uma boa ou satisfatória qualidade de vida, que envolve determinados aspectos referentes ao animal, tais como saúde, felicidade, longevidade (Tannenbaum, 1991; Fraser, 1995). “Pode ser definido também como um estado de completa saúde física e mental, em que o animal está em harmonia com o ambiente que o rodeia” (Hughes, 1976).

O que são as cinco liberdades universais dos animais?

As cinco liberdades dos animais, é uma teoria criada pelo professor John Webster e divulgada pelo Farm Animal Welfare Council (FAWC), que é a base do conceito de bem estar animal: os animais devem ser livres de fome e de sede, de desconforto, de dor, de lesões ou doenças, de medo e aflição, também devem ser livres para expressar os seus comportamentos normais.

O que é guarda responsável?

A guarda responsável nada mais é que um conjunto de normas para que você ajude seu animal a viver bem, veremos abaixo uma série de responsabilidades que o novo proprietário deve ter em relação ao seu companheiro – certas questões devem ser feitas ante de adquirir o animal de estimação:

Adoção consciente: Você quer adotar um animal?

É preciso saber a disponibilidade da família para suprir as necessidades do animal, ele necessitará de dedicação e de investimentos financeiros.

Qual a finalidade do animal: companhia ou guarda?

Qual o porte do animal? Lembre-se que cães grandes necessitam de mais espaço e alimento! Os gastos financeiros são maiores, também podem machucar mais facilmente as crianças e os idosos, por exemplo, provocando quedas, arranhaduras ou machucando com as suas caudas longas.

Qual a melhor espécie de animal de estimação para você?

Informe-se sobre o comportamento e necessidades básicas dos animais, isso vai ajudar na tomada de decisão.

Têm crianças em casa ou pretendem ter?

Cães filhotes gostam de brincar de morder, isso pode machucar as crianças, o animal precisa ser educado para não brincar dessa forma, por outro lado, as crianças podem machucar os animais pequenos – nunca deixe uma criança sozinha com um animal de estimação. O cão ou gato adulto pode ser uma boa opção para adoção.

Você está disposto a cuidar do seu amigo até o final?

Um cão pode viver 15 anos e um gato 20, um animal é para toda a vida.

Outras considerações

Todos os membros da família precisam concordar em ter o animal, caso contrário, podem surgir conflitos que poderão ter como consequência o abandono ou maus tratos. Lembre-se: abandono é crime!

Se você não mora numa casa própria é melhor não adquirir um animal, pois em caso de mudança terá que arrumar uma moradia, seja casa ou apartamento, que comporte e que aceite o seu animal. Muitas famílias na cidade têm abandonado seus animais devido às mudanças de moradia, portanto, pense bem.

No caso de gatos, todas as janelas e sacadas devem ser protegidas por redes de proteção.

Nos passeios à rua, o animal deve ser mantido em coleira e guia.

O animal não deve permanecer preso em corrente ou em espaços reduzidos e sem liberdade de movimento.

Se alguém da família engravidar, o animal deverá continuar sendo tratado da mesma forma e adequadamente, muitas pessoas querem doar seus gatos quando há uma gestante na família, a gestante deverá apenas cuidar para não ter contato com as fezes do animal. A Toxoplasmose é mais frequentemente transmitida pela ingestão de carnes mal passadas ou alimentos crus mal lavados, do que diretamente pelo contato com as fezes dos felinos.

Deve-se levar em conta se o animal terá companhia durante grande parte do dia, seja de uma pessoa ou de outro animal.

Deve-se avaliar se os gastos necessários para alimentação, saúde e higiene do novo amigo cabem no orçamento familiar (alimentação, vacinas, vermífugos, banhos, etc).

O melhor método para evitar crias indesejadas é a esterilização cirúrgica. Cães e gatos podem ser castrados a partir dos dois meses de idade, pois nessa idade, a cirurgia é mais simples e a recuperação mais rápida. Procure um médico veterinário capacitado.

Outras responsabilidades competem ao guardião e muitas delas são garantidas por lei:

Domiciliação do animal;
Recolhimento de fezes nas ruas;
Supervisão nos passeios, mantendo o animal contido adequadamente: coleira, guia e focinheira, no caso de animais potencialmente agressivos, ou até caixa de transporte, quando o caso;
Vacinação obrigatória contra raiva;
Manter animais em número permitido por lei e compatível com o espaço físico destinado a eles;
Manter os locais onde ficam higienizados;
Evitar crias indesejadas por meio do controle reprodutivo (esterilização cirúrgica).

Vale lembrar que num grupo social, existem pessoas que gostam da convivência com animais, e outras não, e isso deve ser respeitado, os limites no convívio são garantidos por lei, e no geral, a sua quebra causa conflitos, sendo que em algumas situações, podem causar grandes prejuízos aos animais, para o seu tutor e até para outras pessoas.

Animais precisam de espaço para correr e brincar, se você mora num lugar pequeno, pense duas vezes antes de adotar. Não acorrente o animal, assim como você, ele também gosta de se sentir livre.

Quem mora em apartamento e deseja adquirir um cão ou gato, deve colocar telas em todas as janelas e na sacada, os animais podem cair e se machucar muito ou morrer.

Preste atenção ao calendário de vacinas do seu bicho de estimação, a partir de 45 dias de idade, ele deve receber as primeiras doses de vacinas espécie-específica e a partir de quatro meses, já pode receber a vacina contra a raiva.

Verifique com o veterinário qual é a melhor ração para o seu novo amigo.

Jamais maltrate seu bichinho de estimação, ele tem sentimentos, como você.

NUNCA DESISTA DO ANIMAL, ELE NÃO SABE SE CUIDAR SOZINHO E O ABANDONO É CRIME!


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/planejamento-e-meio-ambiente/departamento-do-bem-estar-animal/conceitos/