PAT de Jundiaí gera 600 empregos em cinco meses

Publicada em 17/05/2016 às 15:45

Oportunidades. Todos os dias mais de 350 pessoas passam pelo Posto de Atendimento ao Trabalhador na esperança de uma delas. Emprego. A principal matéria-prima oferecida pelo PAT de Jundiaí é responsável pela reescrita de dezenas e dezenas de histórias. Recomeço. Bastam 15 minutos pelo lugar para ouvir alguns deles. Enredos familiares, regidos a desafios e perseverança num futuro melhor.

CONFIRA AS VAGAS DO PAT JUNDIAÍ

Reconstrução. O trabalho intenso na reengenharia do órgão teve início em 2013, por meio de uma atuação producente da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia com o Governo do Estado. Os convênios com a Secretaria Estadual de Emprego e Relações de Trabalho (Sert) foram repactuados e novas metodologias adotadas. O resultado veio logo em 2014, quando constatou-se um notável aumento no número de recolocados no mercado: acréscimo de 1.300%.

LEIA TAMBÉM
PAT e Banco do Povo participam de ação social no Novo Horizonte
Prefeitura recebe representantes de nova empresa de café na cidade
‘Empreende Digital’ vai abordar mercado que fatura quase R$ 700 milhões

Douglas e Jefferson: histórias de vida reescritas pelo PAT

Douglas e Jefferson: histórias de vida reescritas pelo PAT

“Ainda que o atual momento seja delicado, Jundiaí consegue manter um bom nível de investimentos, sejam públicos ou privados, e continua sendo prospectada por novas empresas. Novas leis, como o Desenvolve Jundiaí e o Emprega Mais, a reestruturação do PAT e do Banco do Povo, a remodelação da Incubadora de Empresas, o primeiro escritório fixo da Junta Comercial, a aguardada volta do transporte ferroviário de carga, os futuros investimentos privados no aeroporto e a mobilização para o Parque Tecnológico criam um ambiente favorável e atraente para a cidade”, diagnostica o prefeito.

Otimismo. Apesar da crise econômica e do aumento do desemprego em todo país, mais de 600 pessoas já conquistaram um emprego entre novembro de 2015 e abril de 2016 pelas vias do PAT. Recomeço. Foi assim com Jefferson Ferreira, de 35 anos, e Douglas dos Santos, de 30. Há anos sem trabalho formal e vivendo de bicos esporádicos para manter família e filhos, eles haviam acabado de se conhecer. Vão ser amigos de trabalho, contratados pelos próximos dois anos por uma empreiteira que vai prestar serviços à AutoBAn na construção das alças de acesso na Nove de Julho e na avenida Jundiaí.

Esperança. “Agora muda tudo. Quero voltar a estudar e, quem sabe um dia, chegar ao posto de chefe de obra”, garante Jefferson, que vai atuar como auxiliar de topógrafo na empreitada. Já Douglas, que ostenta o nome da filha no braço direito, conta que no último aniversário de Nicolly não pôde contribuir sequer com o bolo. “É uma situação desanimadora, mas tudo muda a partir de agora.”

De novembro a abril, mais de 600 recolocados no mercado

De novembro a abril, mais de 600 recolocados no mercado

Parceria. Douglas, avisado por um amigo, procurou o PAT de Jundiaí pela primeira vez. “Fui atendido pelo Gustavo. Olha… enquanto esse cara não arrumou um emprego pra mim ele não sossegou”, fala. Dali, seguiram para o exame admissional. Realidade. Ambos vão ter carteira assinada, vale-transporte, vale-alimentação e convênio médico. Histórias que se reescrevem.

Do outro lado da mesa
Em dois dias, o encarregado administrativo da empreiteira contratante, Alessandro Silva, de 37 anos, já havia entrevistado 30 pessoas e carimbado a carteira de 12. “À medida que as obras acelerarem o ritmo, vai haver mais contratações. E uma das recomendações da empresa é empregar mão de obra da cidade. Assim, usar os serviços do PAT torna-se essencial”, explica.

As vagas e devidas especificações da contratante foram amplamente anunciadas pelo PAT e divulgadas, em tempo real, neste site. Nos dias agendados, a empresa fez uso de uma sala na unidade do Posto para seleção e entrevistas. Todas as facilidades são oferecidas de graça para as empresas.

“Fomos muito bem recebidos aqui, com todo suporte necessário. Quando chegamos, a sala estava arrumada e pronta para o início da seleção. É um diferencial que faz a diferença”, reitera Alessandro.

Somente em 2016, o PAT já abriu suas portas mais de 190 vezes para uso de empresas que geram emprego. Um esforço que contribuiu decisivamente para as mais de mil vagas abertas no ano.

Thiago Secco
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2016/05/17/pat-de-jundiai-gera-600-empregos-em-cinco-meses/