Conselho do Patrimônio Cultural vai decidir sobre tombamentos

Publicada em 21/10/2016 às 16:09

Após audiência pública, na última quarta-feira (19), que discutiu os tombamentos do imóvel conhecido como Casa Rosa, do Centro Esportivo Dr. Nicolino de Lucca (Bolão) e do Complexo Argos, os processos voltam ao Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (Compac), responsável pela deliberação ou não.

LEIA TAMBÉM
Operação no Complexo Fepasa busca ‘salvaguarda histórica’

Participaram da audiência pesquisadores, membros do governo, conselheiros do Compac e população em uma rica discussão acerca dos bens culturais. “A audiência tem um caráter consultivo e cumpre uma tarefa muito importante, que é a de dar amplitude às decisões, pois quem tem de dizer o que é patrimônio é a população”, afirma o presidente do Compac, Antonio Carlos Cesar Bezerra.

O secretário de Cultura, Jean Camoleze, avaliou como positiva a discussão. “Esses momentos extrapolam o processo administrativo e trazem opiniões fora da trivial análise técnica, aguçam os anseios e trabalham com o sentimento, algo muito importante para a política de preservação do patrimônio cultural”, destaca.

Após as apresentações dos pareceres, foram ouvidos cidadãos que manifestaram suas posições sobre o tema, que serão consideradas na decisão do Compac.

Audiência discutiu tombamentos da Casa Rosa, Complexo Argos e Bolão

Audiência discutiu tombamentos da Casa Rosa, Complexo Argos e Bolão

Assessoria de Imprensa
Foto: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2016/10/21/compac-vai-decidir-sobre-tombamentos-de-predios-historicos/