Cidade pode ter espaço de estudos sobre a infância

Publicada em 13/06/2018 às 15:51

A Unidade de Gestão de Educação (UGE) realizou terça-feira (12) o 1º workshop para debater a criação do Centro Internacional de Estudos, Memórias e Pesquisas da Infância. A iniciativa faz parte do projeto Escola Inovadora para aperfeiçoar a rede municipal de ensino.

O evento realizado no Complexo Argos reuniu educadores da rede, além das pesquisadoras do Núcleo de Estudos de Políticas Públicas (NEEP) da Unicamp, Roberta Rocha Borges e Valéria Cantelli, e do representante da VEC Engenharia, arquiteto Marcelo Pucci, parceiros do projeto.

LEIA TAMBÉM
Professores participam de vivência sobre educação ambiental

A iniciativa faz parte do projeto Escola Inovadora para aperfeiçoar a rede municipal de ensino

Inédito na região, o Centro Internacional de Estudos, Memórias e Pesquisas da Infância será instalado junto à EMEB Professora Maria de Toledo Pontes, localizada na Vila Arens. O espaço será um local para pesquisa, exposição, formação e também contará com teatro para 150 pessoas, ateliê de artes e cozinha.

Segundo seus idealizadores, será um local planejado a partir de uma concepção arrojada e inovadora, respeitando o patrimônio público, e que nasce para ser um espaço para ‘pensar a infância’. Além de ser um centro de pesquisa, de documentação, será um lugar aonde também as famílias poderão, por exemplo, participar de oficinas sobre alimentação saudável com foco na prevenção da obesidade.

“Se queremos uma cidade melhor no futuro, precisamos cuidar das crianças desde a primeira infância. Este espaço ofertará aos alunos contato com artes, pois sabemos que quem aprende arte desde pequeno tende a ser uma pessoa mais criativa”, resume a gestora de Educação, Vastí Ferrari Marques.

Fases
Neste primeiro workshop, as pesquisadoras do NEEP apresentaram o conceito e o arquiteto trouxe um esboço das áreas úteis. Os participantes também foram ouvidos, porque o objetivo é que o projeto final seja uma construção em conjunto.

Ao todo, serão realizados três encontros. A previsão da UGE é que, em dezembro de 2019, sejam concluídas as obras de reforma e restauro do imóvel.

“Jundiaí sai na frente com essa grande iniciativa, a qual está sendo pensada de forma coletiva e interdisciplinar. A infância é um patrimônio da humanidade, e é a educação que estrutura a sociedade. Olha a importância e responsabilidade desse centro que vai dialogar com a sociedade, que será um canteiro de ideias, que vai envolver muitas vozes para pensar na infância”, comentou Roberta.

O programa Escola Inovadora, lançado este ano pela atual gestão, tem como pilares a qualidade do ensino, a modernização da ambiência e infraestrutura das escolas e inovações curriculares.

Assessoria de Imprensa
Foto: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2018/06/13/cidade-pode-ter-espaco-de-estudos-sobre-a-infancia/
Leia mais sobre ,