Peama é inspiração para alunos de pintura artística do Fundo Social

Publicada em 04/12/2018 às 15:02

Quadros ficaram expostos em evento, no Complexo Fepasa

Da fotografia para uma tela em branco. É assim que Eliana Silveira, de 65 anos, começou a criar uma arte bastante especial: o retrato de um atleta do Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas (Peama). “Eu não o conheço pessoalmente, mas não vejo a hora de saber mais sobre a sua história. A cada cor que coloco imagino como ele deve ser, o que ele já viveu e isso já me emociona”, contou a aluna do curso de Pintura Artística, do Fundo Social de Solidariedade (Funss).

Já a Rute de Cantuária Melo, de 49 anos, está pintando um grande amigo, conhecido desde o nascimento. A dona de casa, que reside na Vila Ana, não esconde a ansiedade de ver sua obra pronta: “A minha maior curiosidade é sobre a reação que ele terá ao vê-lo em uma tela artística. Conheço a família dele e espero que ele goste porque, para mim, esta experiência é maravilhosa”.

LEIA TAMBÉM
A maior formatura do ano: 298 concluem cursos do Funss

Os trabalhos de Eliana, Rute e das demais alunas são realizados sob a coordenação e supervisão da professora, Alessandra Giassetti Malatesta. A temática escolhida é uma parceria com o Peama e dará vida a uma exposição, que fará parte de um evento artístico, no final do ano. “Nossos personagens são, essencialmente, uma obra de arte. Suas histórias de superação são inspiração para cada aluno aqui. Certamente, é enriquecedor para todos os envolvidos”, contou.

De acordo com a docente, a técnica escolhida é a de apropriação de imagem, que segue fielmente a figura principal – no caso, o atleta – e tem a alteração do fundo das telas. “Tudo é pensado de acordo com o contexto. Assim, usamos cores e traçados que estejam, de alguma maneira, relacionados aos esportes praticados por cada personagem”, explicou.

Eliana: ansiosa pelo resultado

“Historicamente, sabemos que as pessoas com deficiência ficavam escondidas pelas famílias que, muitas vezes, não sabiam lidar com a situação. Há anos, esta realidade se transforma diariamente e cada avanço, por menor que pareça, é uma grande conquista. O Peama, por exemplo, surgiu para dar oportunidades e desenvolvimento por meio do esporte. Agora, nossos alunos terão a chance de serem vistos, também, a partir da arte dos alunos do Fundo Social. Isso é lindo demais”, disse a educadora, Denise Silva Neves. “É uma forma da população entender aquilo que as mães de pessoas com deficiência já compreenderam por outros caminhos”, disse a professora, Romilda Roncoletta.

As obras poderão ser contempladas pelo público em geral no dia 06 de dezembro, às 19h30, na Sala Jundiaí, da Unidade de Gestão de Cultura (UGC), no Complexo Fepasa. O endereço é avenida União dos Ferroviários, 1760, bairro Ponte de Campinas. A exposição integrará o Festival de Final de Ano, do projeto Arte & Movimento, da Unidade de Gestão de Educação (UGE). Na ocasião, também haverá apresentações de dança e da turma do curso de Violão, do Fundo Social, sob a coordenação da professora Patrícia Lia. A entrada será a doação de um litro de leite, que será doado ao Fundo Social de Solidariedade.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2018/12/04/peama-e-inspiracao-para-alunos-de-pintura-artistica-do-fundo-social/