Educação capacita cozinheiros e cria conselho inédito

Publicada em 07/02/2019 às 18:23

Pedro Lopes de Paulo ficou satisfeito por participar e receber novas orientações sobre as práticas na cozinha escolar

Os mais de 400 servidores que trabalham nas cozinhas das escolas da rede municipal e estadual receberam formação técnica específica sobre boas práticas no manuseio, preparo e oferta de alimentos para os estudantes de Jundiaí. A capacitação, oferecida pela Unidade de Gestão de Educação (UGE), antecede o trabalho de análise microbiológica e capacitações que serão realizadas a partir da próxima semana, com o objetivo de certificar a qualidade dos alimentos oferecidos para os alunos da cidade. O encontro também serviu para a eleição de representantes de conselho para a atuação direta entre os profissionais e departamento.

“A alimentação das crianças faz parte do processo de aprendizagem, já que o assunto tem desdobramentos além das mesas da sala da merenda, indo para as hortas e o Vale Verde, onde são produzidas as hortaliças oferecidas na alimentação. Cuidar para a excelência neste atendimento faz parte das ações do Programa Escola Inovadora. A formação é feita anualmente, e neste ano, a novidade é a retomada da análise microbiológica dos alimentos, equipamentos e dos manipuladores. A adoção da medida tem caráter preventivo e de garantia de qualidade para a alimentação das crianças”, detalha a diretora Maria Angela Oliveira Delgado, do Departamento de Alimentação e Nutrição da UGE. Nas unidades onde as análises indicarem alterações, a equipe responsável pelo laboratório fará capacitação específica.

Angela ainda destaca a iniciativa inédita na criação de conselho para os cozinheiros. De acordo com a diretora, foram eleitos representantes para os profissionais que trabalham em escolas estaduais, ensino fundamental, creches e período integral. “Cada segmento tem suas especificidades. Esses representantes serão uma linha direta com a direção. É uma inovação que proporcionará aproximação entre a gestão e os servidores, com o objetivo de melhor entender suas necessidades e receber sugestões”, detalha.

Cozinheiros recebem formação técnica, no auditório Elis Regina

Segundo Giuliano Censi, diretor técnico de laboratório de análises, que ministrou a formação, práticas equivocadas durante o manuseio, preparo e oferta dos alimentos geram riscos para a saúde. “A higienização adequada das mãos, a esterilização dos equipamentos e a oferta do alimento nas temperaturas adequadas são medidas simples que combatem os microorganismos que podem causar doenças. As crianças, os idosos e as pessoas imunossuprimidas são as mais vulneráveis”, salienta.

Com três anos de experiência na cozinha de Emebs, Marcelino de Oliveira, aprovou a capacitação. “Todos os anos é realizada essa formação e sempre tem alguma novidade. É importante para os profissionais”, comenta. O mesmo pensamento tem o companheiro de cozinha, Pedro Lopes de Paulo. “É sempre importante participar da formação. Neste ano, houve a modificação no sistema de aferição da temperatura da geladeira”, detalha.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2019/02/07/educacao-capacita-cozinheiros-e-cria-conselho-inedito/
Leia mais sobre