African Day divulga oportunidade de negócios a empresários de Jundiaí

Publicada em 22/05/2019 às 13:00

Cerca de 80 empresários e empreendedores de Jundiaí estiveram presentes nesta quarta (22) ao ‘African Day – Doing Business With Africa’, evento realizado no auditório do Paço Municipal e que teve como objetivo apresentar oportunidades de negócios em países africanos. Na abertura do evento, o prefeito Luiz Fernando Machado destacou a importância de Jundiaí no cenário econômico e as oportunidades comerciais para os empresários locais. “Jundiaí se desenvolve a partir de bases sólidas, com investimentos em infraestrutura e educação, e meu papel como prefeito é promover a internacionalização da cidade; hoje vivemos em um mundo sem fronteiras”, afirmou.

No gabinete, com visão de Jundiaí ao fundo, prefeito recebe representantes

Maurício Prazak, presidente do IBREI, e os cônsules Sérgio Rosset e José Ruben Maroni foram recebidos pelo prefeito Luiz Fernando Machado

A programação contou com palestras do especialista em África do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Relações Empresariais Internacionais (IBREI), e Sérgio Pereira, e de dois cônsules de países africanos – José Rubens Maroni (Botswana) e Sérgio Rosset (Namíbia). Maroni parabenizou a cidade pela iniciativa, afirmando que a África é uma “nova onda” de oportunidades comerciais que ainda não recebe a devida atenção. “Eu não vi uma administração pública que tivesse essa visão; Jundiaí está de parabéns”, afirmou. “Com essa iniciativa fantástica, a cidade poderá abrir oportunidades para, a partir de Botswana, fazer negócios com a África subsaariana”.

Rosset destacou que ambos países têm suas economias baseadas em mineração, porém com baixa industrialização, e um mercado potencial de 250 milhões de pessoas. “Ambos têm dinheiro e demanda, e produtos brasileiros serão bem-vindos”, disse.

Os palestrantes ficaram surpresos com as boas condições oferecidas pela cidade: Jundiaí é hoje a 7ª economia do Estado e a 18ª economia do Brasil, com uma renda per capita de R$ 92 mil – a renda per capita no Estado é de R$ 44 mil, e no Brasil, de R$ 33 mil. “Precisamos desmistificar a ideia de que exportação é só para grandes empresas. Para isso temos o Exporta Mais, programa que visa incentivar os negócios locais”, disse o assessor especial de Cooperação Internacional da Prefeitura de Jundiaí, Carmelo Paoletti Neto. Por meio desse programa, Jundiaí já recebeu membros consulares de países como Israel, Itália e Espanha.

A gerente de Produção e Qualidade e uma das proprietárias do Café Caiçara – empresa jundiaiense que completou 69 anos este mês –, Renata Ruzza Pignatta, aprovou a iniciativa. Ao lado de Maura Victorio, da área de desenvolvimento de mercados da empresa, ela distribuiu amostras do café aos palestrantes. “É uma abertura de mentes. O que nos falta não são recursos, e sim informação. Há benefícios que a gente não conhece, e eventos como esse nos ajudam a expandir”, afirmou. A Caiçara iniciou suas exportações justamente no dia do African Day, embarcando sua primeira carga de 750 kg de café para a Alemanha.

Em foto posada, duas mulheres seguram sacos de café

Renata e Maura, do Café Caiçara: embarcando a primeira carga de café para a Alemanha no dia do evento

Abertura
O African Day teve início na noite do dia 21, com um evento no Auditório Elis Regina (Complexo Argos) que contou com palestras da embaixadora Irene Vida Gala, sobre a importância de lecionar a história e a cultura afro-brasileira para as crianças, e do empresário José Ferreira de Moraes, sobre a falta de representatividade e conhecimento em assuntos que envolvem o continente africano. A gestora da Unidade de Gestão de Educação (UGE), Vasti Ferrari Marques, representou o prefeito Luiz Fernando na ocasião. “Nós, como professores, temos que ter a humildade de reconhecer que sabemos pouco sobre a África. Quiçá um dia não precisaremos mais falar a respeito, porque esse tema só é alvo de interesse porque ainda estamos longe da igualdade”, afirmou. A assessora de Políticas para Igualdade Racial da Prefeitura, Isabela Galdino Miguel, reforçou a importância da quebra de paradigmas. “Precisamos pensar na África fora dos preconceitos e das ideias pré-estabelecidas que temos”, afirmou.

A iniciativa foi uma ação conjunta entre a Unidade de Gestão de Educação e as Assessorias de Políticas para a Igualdade Racial e de Cooperação Internacional, vinculadas à Unidade de Gestão da Casa Civil (UGCC).

Assessoria de Imprensa
Foto: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2019/05/22/african-day-divulga-oportunidade-de-negocios-a-empresarios-de-jundiai/