Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Palco da Cidade aborda prevenção do suicídio e reúne centenas no Polytheama

Publicada em 13/09/2019 às 21:45

“A vida sem a música é simplesmente um erro, uma tarefa cansativa, um exílio”. A frase do filósofo Nietzsche que abriu a quarta edição do Palco da Cidade na noite desta sexta (13), no Polytheama, foi completada pela apresentação do Quinteto Japi, em uma introdução cheia de esperança a um tema denso: o suicídio. Dentro da programação do Setembro Amarelo, voltado à valorização da vida, o evento “Suicídio: As Dores da Alma” foi uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Jundiaí, em parceria com a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), TVTEC e Centro de Valorização da Vida (CVV).

Evento no Polytheama fez parte do Setembro Amarelo

Gratuito e aberto ao público em geral, o encontro reuniu jovens, professores e interessados no tema, que puderam ouvir orientações, relatos e mensagens de incentivo de cinco convidadas

Gratuito e aberto ao público em geral, o encontro reuniu jovens, professores e interessados no tema, que puderam ouvir orientações, relatos e mensagens de incentivo de cinco convidadas: Karina Okajuma Fukumitsu, mestre em Psicologia Clínica, conhecida também como a educadora dos pés descalços; Carla Basson, Tenente-Coronel da Polícia Militar; Elaine Machado, coordenadora de Estudos de Desenvolvimento de Voluntários do CVV; Karen Scavacini, psicóloga e autora de livros e artigos sobre prevenção do suicídio; e Kelsang Chime, monja budista.

O encontro foi aberto pela superintendente da TVTEC, Monica Gropelo, e pelo prefeito Luiz Fernando Machado, que ressaltou o envolvimento de entidades e organizações na luta para derrubar o tabu que cerca o tema. “A cidade não se preocupa só com obras físicas, que certamente são importantes, mas discussões como essa também devem tocar o serviço público”, afirmou Luiz Fernando. “Minha presença aqui é oficial, como prefeito, mas meu agradecimento é pessoal a todos os envolvidos”.

Mês de conscientização

O Setembro Amarelo é o mês da conscientização do suicídio, quarta principal causa de morte entre adolescentes e jovens no Brasil, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. De 2011 a 2016, foram quase 4.900 mortes de jovens de 10 a 19 anos, e os números seguem crescendo. Dialogar e quebrar os tabus criados na sociedade sobre fragilidade dos vínculos na infância, automutilação na adolescência e solidão adulta são os principais objetivos do evento, cuja causa foi abraçada pelo prefeito Luiz Fernando Machado em 2016.

Encontro foi aberto pelo prefeito Luiz Fernando Machado, que ressaltou o envolvimento de entidades e organizações na luta para derrubar o tabu que cerca o tema

Presente ao encontro, Mariana (nome fictício) enfrentou uma morte por suicídio na família. “A dor que sentimos não pode ser medida. Mas encontros como esse mostram que é possível enfrentar essa dor com acolhimento, orientação, compartilhando histórias, e assim vemos que não estamos sozinhos, e que podemos talvez ajudar outras pessoas”.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2019/09/13/palco-da-cidade-aborda-prevencao-do-suicidio-e-reune-centenas-no-polytheama/

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original