Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Acervo da Pinacoteca passa por higienização e catalogação

Publicada em 10/07/2020 às 10:36

Após de três anos de trabalho de catalogação, estabilização, limpeza e higienização completa, todo o acervo da Pinacoteca Municipal Diógenes Duarte Paes passa por processo de embalagem para ser recolocado na Reserva Técnica. O processo, que deve ser finalizado nas próximas semanas, foi feito com as cerca de 700 obras, com controle de umidade e temperatura, em ambiente tratado com ozônio, por meio de equipamento sanitizador adquirido pela Unidade de Gestão de Cultura (UGC).

Com visitação registrada em 2016 de 1.733 pessoas, a Pinacoteca viu saltar seus números para 3.360 em 2017, 4.863 em 2018, 7.816 em 2019 (até antes do início da pandemia, este ano houve 1.127 visitantes). Aumento é resultado de diversas melhorias, como a troca da iluminação cênica de todas as salas por lâmpadas adequadas para exposições, que não esquentam nem modificam o estado das obras; a consolidação de editais com pagamento para exposição, com publicação transparente das propostas classificadas; a disponibilização para itinerância das 70 obras do “Museu de Arte Didacta”, coleção de reproduções de clássicos das Artes Plásticas mundiais.

As cerca de 700 obras passaram pelas intervenções, com controle de umidade e temperatura, em ambiente tratado com ozônio

Cuidados com o acervo
Além da higienização, cerca de 200 obras tiveram de passar por recuperação por meio de restauro. Por problemas de cupins, algumas obras tiveram a substituição de molduras e outras foram reenteladas, ganhando novos chassis e estabilizadas com fitas com base sintética (substituindo as antigas à base de água e óleo de coco, atrativos para o inseto).

Segundo o gestor da UGC, Marcelo Peroni, agora o acervo retorna condições muito superiores à Reserva, onde seguirão em ambiente com temperatura e umidade controladas. “Esta é uma política pública da Prefeitura pela conservação de seu patrimônio. É um trabalho que o público não vê, mas é fundamental para a conservação das obras e para que a exposição esteja bem montada. E para este trabalho, contamos com a experiência do estúdio da restauradora Elisabetta Battioli, nas mãos de quem já passaram obras de Portinari, Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral.”

Entre os cerca de 700 itens que compõem o acervo da Pinacoteca estão esculturas e quadros de diversos tipos, como retratos, casarios, flores, igrejas, paisagens, natureza morta, abstratos, modernos e aquarelas, entre as quais as de Diógenes Duarte Paes, além de obras do acervo ferroviário.

Entre as melhorias, espaço teve a consolidação de editais com pagamento para exposição, com publicação transparente das propostas classificadas

A estrutura da Reserva Técnica também foi requalificada, com a reforma das prateleiras, devidamente etiquetadas, em correspondência com as obras embaladas que irão receber. Uma nova mapoteca também foi adquirida.

Enquanto estavam fora da Reserva Técnica e após passar pela higienização, toda obra foi fotografada e ficará disponível para consulta gratuita e aberta no catálogo online na plataforma SISMU, juntamente com o acervo do museu Histórico e Cultural – Solar do Barão e do Arquivo Histórico.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2020/07/10/acervo-da-pinacoteca-passa-por-higienizacao-e-catalogacao/
Leia mais sobre ,

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original