Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Reforço na sinalização reduz em 45,7% o número de mortes no trânsito

Publicada em 30/07/2020 às 17:39

O investimento da Prefeitura de Jundiaí na educação e na sinalização de trânsito vem gerando resultados positivos. A comparação do número de mortes de vítimas de acidentes no viário municipal de 2016 e de 2019 mostra uma redução de 45,7% no número de óbitos de pessoas (em 2016, foram 46 e, no ano passado, 25).

Com isso, Jundiaí ficou muito perto de atingir, em apenas três anos e meio, a meta da Organização das Nações Unidas (ONU) para toda a década (2011 a 2020) de redução de 50% neste tipo de acidente, seja ele atropelamento ou ocorrência envolvendo carro, moto ou bicicleta.

“No ano passado, Jundiaí recebeu 80 mil metros de sinalização de solo, somando 175 mil m² de 2017 a 2019. A implantação de sinalização saltou de 30 mil m² ao ano, em média, para 58 mil m²”, contou Wlamir Lopes, diretor do Departamento de Trânsito da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT).

Douglas Oliveira: "Qualquer iniciativa que traga mais segurança para pedestres e para quem está dirigindo é bem-vinda”

Douglas Oliveira: “Qualquer iniciativa que traga mais segurança para pedestres e para quem está dirigindo é bem-vinda”

Ainda segundo ele, o trabalho desenvolvido em Jundiaí está focado em três pontos: engenharia (projeto de sinalização de ruas e avenidas), educação de trânsito e operação/fiscalização. “No ano passado, fizemos várias campanhas nas ruas, escolas e empresas, tanto para reforçar a importância do cumprimento das leis de trânsito como para alertar os motoristas do risco de acidentes em caso de uso do celular enquanto estão à frente do volante. Nossa mensagem atingiu um público estimado em 47 mil pessoas em 12 meses, ou mais de 11% da nossa população”, emendou Wlamir.

Piloto
A Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte implantou o projeto-piloto “Segurança de Pedestres”, através de sinalização prevendo o avanço de calçadas junto ao cruzamento. A proposta segue na linha do conceito de “urbanismo tático”, existente em algumas cidades brasileiras e em países europeus. Em Jundiaí, o projeto está sendo testado em dois lugares: nas esquinas das ruas Pitangueiras e 23 de Maio, no Vianelo, e das ruas Dino e Santa Rita, na Ponte São João.

O “Segurança de Pedestres” aumenta a área de calçada e, ao mesmo tempo, força o condutor do veículo a reduzir a velocidade na hora de fazer conversões e diminuir a distância de travessia dos pedestres. Para a ideia ser viabilizada, não é preciso qualquer obra no local, pois os espaços são demarcados com pintura de solo.

“Isso torna a solução rápida e com baixo custo para os cofres públicos. Os pedestres, pela redução da distância da travessia, ficam um tempo menor no leito viário aumentando a segurança. O conceito é o de equilibrar o uso da via pública entre carros e pedestres, compartilhando o espaço de forma mais justa”, finalizou Wlamir Lopes.

O adestrador de cães Douglas Oliveira passa frequentemente pela região do Vianelo e considera interessante o projeto-piloto da Prefeitura de Jundiaí no cruzamento das ruas Pitangueiras e 23 de Maio. “Estes espaços azuis pintados no chão chamam a atenção dos motoristas, que acabam reduzindo a velocidade na hora de fazer a curva. Qualquer iniciativa que traga mais segurança para pedestres e para quem está dirigindo é bem-vinda”, disse Douglas.

A psicóloga Bianca Luna Buoso também aprovou o “Segurança de Pedestres”. “Alguns carros cruzam as duas ruas no sinal vermelho. Com estas áreas pintadas podemos ter um risco menor de atropelamentos”, completou.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2020/07/30/reforco-na-sinalizacao-reduz-em-457-o-numero-de-mortes-no-transito/

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original