Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Saúde esclarece sobre tratamento da covid-19

Publicada em 07/08/2020 às 08:49

Sem remédio ou vacina cientificamente comprovados para o tratamento da covid-19, medicamentos são orientados pelo Ministério da Saúde para compor os serviços da rede SUS em todo o Brasil, como é o caso da azitromicina, cloroquina e a hidroxicloroquina. Tais substâncias estão na relação de medicamentos das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades Sentinelas (USs) e Clínica da Família da Prefeitura de Jundiaí e não têm distribuição indiscriminada. Como prevê o Conselho Federal de Medicina, o princípio que norteia a prescrição do medicamento é o da autonomia do médico, assim como a valorização da relação médico-paciente,

“Não existe medicamento comprovado contra o coronavírus e as vacinas ainda estão em estudo. Somente o médico em sua avaliação do paciente e dos riscos e dos benefícios envolvidos está apto a prescrever as medicações que identifique como necessárias para o tratamento de cada casos”, explica o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Tiago Texera. “O médico é o profissional que fará a indicação do melhor tratamento para os casos suspeitos de coronavírus. Podendo indicar ou não uso dessas ou de outras medicações que identificar necessárias”, acrescenta.

Somente com o receituário médico e a assinatura do termo de consentimento de uso é que as medicações são dispensadas nos serviços da cidade de Jundiaí.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2020/08/07/saude-esclarece-sobre-tratamento-da-covid-19/