Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Estiagem: Prefeitura cria comitê para cuidar da Serra do Japi

Publicada em 14/10/2014 às 12:32

A seca prolongada deste ano, que atinge cidades de São Paulo e Minas Gerais, não está passando despercebida em Jundiaí. Não somente por interferir na queda dos índices de umidade relativa do ar, mas principalmente por aumentar os riscos de incêndio na Serra do Japi.

Em meio aos problemas que estão surgindo com a falta de chuvas e visando ampliar as medidas preventivas já adotadas, o secretário da Casa Civil, José Carlos Pires, convocou, na manhã desta terça-feira (14), uma reunião com representantes das secretarias de Planejamento e Meio Ambiente e Serviços Públicos e da DAE, Defesa Civil, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros.

CONFIRA ALGUMAS FOTOS DA SERRA DO JAPI

LEIA TAMBÉM
‘Água, Arte e Sustentabilidade’ começa quinta (16)
Entidades da agricultura preparam fórum em novembro

Reunião discute ações de proteção para a Serra do Japi

Reunião discute ações de proteção para a Serra do Japi

Como resultado do encontro, foi instalado um comitê para atuar por tempo indeterminado, contemplando diversas frentes de trabalho, seja nas medidas preventivas para proteger a Serra ou nas ações de combate às ocorrências de incêndio envolvendo a mata. Este trabalho ocorrerá paralelamente às contingências de rotina já relacionadas aos órgãos, especialmente a Guarda Municipal Florestal, os Bombeiros e a Defesa Civil.

As ocorrências registradas no final de semana na cidade reforçaram o estado de alerta já declinado pelo governo municipal, manifestando a preocupação com a segurança da Serra do Japi. O próprio prefeito Pedro Bigardi determinou que todos os esforços sejam feitos para impedir a repetição de incêndios que, no passado, castigaram nossa reserva verde.

O secretário José Carlos Pires disse, durante o encontro, que a questão tem que ser tratada em dois momentos: o que pode ser feito agora, quando a situação é de grande preocupação por causa da estiagem, e o que precisa ser feito para que, numa repetição desse panorama nos próximos anos, os mecanismos de intervenção já estejam definidos. “O que temos aqui hoje é a formação de uma força-tarefa, com o envolvimento de todos, possibilitando agir de forma integrada”, disse.

Trabalho conjunto
Diversas sugestões foram apresentadas, entre elas a criação de uma brigada formada por pessoas que residam na Serra ou na região mais próxima. Todas contariam com um treinamento que pode ser feito pelo Grupamento Florestal da GM ou até mesmo pelos bombeiros. “Isso já ajuda bastante a impedir que pequenos focos se transformem em grandes incêndios”, comentou o subcomandante da Guarda Municipal, Paulo Vicente Soares, que atuou no Grupamento Florestal por mais de 15 anos.

O capitão Oswaldo Julião Júnior, comandante do subgrupamento do Corpo de Bombeiros de Jundiaí, destacou que essa ação conjunta praticada há algum tempo contribui para a otimização do trabalho. “Às vezes, dependendo da situação, a Guarda Municipal está em condições mais satisfatórias para fazer o atendimento. Da mesma forma agirão os bombeiros, conforme a magnitude da ocorrência”, apontou.

A câmera de monitoramento instalada ano passado na Serra do Japi também auxilia no sucesso das operações. Segundo ele, são equipamentos importantes que ampliam a proteção. “Além disso, temos que reforçar a importância das informações passadas pela população quando percebe a formação de um foco”, destacou o comandante da Guarda Municipal, José Roberto Ferraz.

Outras questões foram tratadas durante a reunião, como o reforço no aparelhamento dos órgãos envolvidos nessas operações. A aquisição de um caminhão equipado para acessar regiões de difícil acesso, como é o caso da Serra, com potencial para transporte de bom volume de água, além da capacitação de novos GMs para atuar em florestas. Nem mesmo a participação da iniciativa privada foi descartada, já que a Serra do Japi deve ser tratada como um patrimônio da cidade e todos têm responsabilidade sobre ela no que diz respeito à prevenção.

Vamos ajudar
E para ajudar a proteger a Serra do Japi, caso seja observado qualquer princípio ou foco de incêndio, a população deve ligar para um dos seguintes números: 199 (Defesa Civil), 153 (Guarda Municipal) e 193 (Corpo de Bombeiros). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone particular ou público (orelhão).

Participaram também da reunião os secretários Daniela da Camara Sutti (Planejamento e Meio Ambiente) e Aguinaldo Leite (Serviços Públicos), Flávio Gramolelli (diretor de Meio Ambiente), Jamil Yatim (presidente da DAE), Araí Martinho (DAE), Eduardo Luiz Carbonari e Fernando Sálvia (Defesa Civil).

Assessoria de Imprensa
Foto: Dorival Pinheiro Filho


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2014/10/14/estiagem-prefeitura-cria-comite-para-cuidar-da-serra-do-japi/
Leia mais sobre