Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Estação Juventude abre como ‘espaço de diálogo’

Publicada em 04/04/2015 às 18:31

Um dos prédios das antigas oficinas da Companhia Paulista, no Complexo Fepasa, transformou-se neste sábado (4) em um novo espaço voltado para os jovens de 15 a 29 anos de idade – ou 93 mil moradores de Jundiaí (24% da população total). O Estação Juventude vai ser um espaço de informação e de acesso às políticas públicas voltadas para esse segmento e também um polo de eventos, oficinas e atividades.

CONFIRA AS FOTOS DA INAUGURAÇÃO

Pedro Bigardi e Medina recepcionados no Estação Juventude

Pedro Bigardi e Medina recepcionados no Estação Juventude

“Dedico essa inauguração ao menino de 10 anos que morreu em um tiroteio no Rio de Janeiro, como lembrança da violência que acontece hoje em diversos lugares do País e do mundo. Não é esse o futuro que queremos, mas sim outro com direitos e que pretendemos construir junto”, afirmou o prefeito Pedro Bigardi.

O evento contou com a presença do secretário nacional de Juventude, Gabriel Medina. Ele destacou o projeto de Jundiaí como um dos melhores recebidos pelo edital de convênios. “Vejo um cenário promissor, pois em uma visita conheci pistas de skate, galeria de grafites e planos de ciclovias. Esse equipamento é novo e busca ser um banco de dados como referência para os jovens encontrarem oportunidades”, destacou.

Instalado no prédio antes ocupado pela Defesa Civil, o novo Estação Juventude começa com uma série de atividades. “Desenvolvemos o projeto a partir de 2013 e agora começamos dentro de um espaço com muita interação a outros projetos culturais e educacionais. Vamos reforçar também o setor de apoio profissionalizante”, afirmou a coordenadora Narrinam Camargo.

Conheça as oficinas
As primeiras atividades do Estação Juventude começam dia 11 de abril com oficinas de Profissionalização, Trabalho e Renda (dias 11, 19, 25 de abril e 2, 9, 16 e 23 de maio das 10h às 12h).

Depois, com inscrição prévia e online, acontecem as oficinas de Transmissão ao Vivo com Mídia Ninja (13 de abril e 4 e 8 de maio, das 14h às 16h), Fotografia Digital com Felipe Zanoni (14 e 28 de abril e 19 de maio, das 10h às 13h), Produção de Moda com Coletivo Confluências (15 de abril e 6 e 27 de maio, das 15h às 18h), Oficina Street Art com Coletivo Fite (16, 23 e 30 de abril e 14, 21 e 28 de maio, das 14h às 17h), Percussão e Dança com Maracatu Jundiaí (19 de abril e 17 de maio, das 15h às 18h), Horta Vertical (20 de abril e 11 e 25 de maio, das 10h às 13h); Vivendo o Verde: Água (29 de abril e 13 e 27 de maio, das 10h às 13h); Oficina de Propostas, com Coletivo Cidadonos (25 de abril e 9 e 16 de maio, das 14h às 16h), Ocupação, com Favela Sound System (26 de abril e 31 de maio, das 14h às 21h) e Mídias Sociais com Rodrigo Góes (8, 15 e 22 de maio, das 14h às 17h).

O evento movimentou o Complexo Fepasa

O evento movimentou o Complexo Fepasa

Integração
Para o vereador Rafael Purgato, que representou a Câmara Municipal no evento, a proposta de busca de espaço para os jovens é importante. “Temos que dialogar, criar políticas públicas e oportunidades. Isso é importante em um momento onde pessoas acham que a solução está nas prisões”, afirmou.

Assista à reportagem da TVE Jundiaí
O secretário nacional Gabriel Medina também reforçou essa questão. Para ele, o momento é até de defasagem educacional com o conhecimento compartimentado. Ele explicou que a proposta do projeto é a territorialização das informações de políticas para jovens e a realização de atividades que contemplem a emancipação. “Eles vão acessar também outros programas, como o Juventude Viva, que destaca principalmente a juventude negra. Nos dados de 2013, 50 mil mortes por violência no Brasil tinham 35 mil delas formadas por jovens e destes 75% eram negros”, pontuou.

O espaço voltado para jovens surge em um extremo oposto ao que, no espaço do Complexo Fepasa, é mantido para uma entidade comunitária para a melhor idade – formando um diálogo simbólico entre gerações. Entre os presentes ao ato o assessor especial do Gabinete do Prefeito para Assuntos das Coordenadorias, Vanderlei Victorino, o ouvidor Eginaldo Honório, o comandante da Guarda, José Roberto Ferraz, os coordenadores Cláudia Sartori (Idoso), Reinaldo Fernandes (Pessoa com Deficiência) e Marilza Campos (Mulher), entre outros.

A trilha sonora contou com a cooperação do coletivo Favela Sound System, que usa discos de vinil e intervenções de voz em uma sonoridade inspirada no modelo jamaicano e conduzido por Puppa Nasty, D.I.D. e Black I.

O acesso ao novo espaço é feito pelo número 1.420 da avenida União dos Ferroviários, na altura da rua Siqueira de Moraes.

José Arnaldo de Oliveira
Fotos: Paulo Grégio


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2015/04/04/estacao-juventude-abre-como-espaco-de-dialogo-com-jovens/

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original