Geresol amplia capacidade de reciclagem de entulhos a 90%

Publicada em 16/09/2015 às 18:12

Bica corrida, bica terra, areia, pedrisco, pedra e rachão. Esses são os materiais produzidos por meio da reciclagem de resíduos da construção Civil no Centro de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, o Geresol, usados em obras da secretaria de Serviços Públicos, por determinação do prefeito Pedro Bigardi. E o uso desses itens, que já proporcionou economia de R$ 3 milhões em 2014 aos cofres públicos, vai dobrar até o final do ano.

Um dos motivos para o aumento desse número é a recém-chegada esteira de triagem, que está em uso para deixar o material ainda mais puro na hora do tratamento. “Estamos investindo cada vez mais neste setor, e os avanços são visíveis. O trabalho realizado no Geresol é referência”, comentou Bigardi.

LEIA TAMBÉM
Parque Morada das Vinhas está na reta final das obras
Secretaria de Serviços Públicos ganha reforço de 60 funcionários

Capacidade de reciclagem será ampliada com a esteira

Capacidade de reciclagem será ampliada com a esteira

Com o equipamento, que tem 17 metros, madeira, plástico, ferro e outros itens que não podem ser aproveitados na reciclagem são removidos antes do tratamento. E, com isso, o aproveitamento das mais de 17 mil toneladas de resíduos da construção que chegam mensalmente ao Geresol salta de 60% para 90%, reduzindo a quantia de rejeitos que vai a aterros.

O secretário de Serviços Públicos, Aguinaldo Leite, destaca que o uso da esteira representa um novo passo para o setor e frisa que, em cerca de 10 dias, mais 15 metros de esteira serão instalados. Além disso, o local vai receber cobertura e tapete antifadiga. “É uma linha com o mesmo princípio das esteiras usadas para os materiais reciclados. A ideia é de que nenhum entulho deixe de ser tratado.”

Secretário esteve no local e destacou empenho do governo

Secretário esteve no local e destacou empenho do governo

Ele destaca que a medida vem para mostrar aos cidadãos, que agora recebem um certificado de destinação correta do material quando contratam caçambas, que a Prefeitura está retribuindo a destinação correta dos resíduos com economia. “Os pontos de descarte irregular, após a remodelação que realizamos, caiu consideravelmente.”

Segundo Aguinaldo, já há conversas para que a secretaria de Obras e a DAE passem a usar o material produzido no Geresol, que custa 40% a menos que o material virgem. Além disso, ele explica que em cerca de 30 dias, o Centro de Gerenciamento vai receber uma concreteira, que vai produzir concreto reciclável em uma central dosadora. “Trabalhamos para valorizar os resíduos de forma inteligente. E Essa é uma maneira simples, prática e funcional.”

Luana Dias
Fotos: Paulo Grégio


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2015/09/16/geresol-amplia-capacidade-de-reciclagem-de-entulhos-para-90/