Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Centro Pop realiza bate-papo com moradores em situação de rua

Publicada em 30/03/2016 às 17:06

Os moradores em situação de rua atendidos no Centro de Referência Especializado da Assistência Social para população em situação de rua, o Centro Pop, participaram, nesta quarta-feira (30), de um bate-papo sobre saúde com a enfermeira da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Rio Branco, Patrícia Padovani. A iniciativa é uma parceria entre as secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social (Semads) e de Saúde.

Temas como higiene, o Sistema Único de Saúde (SUS), direitos, vida social e vulnerabilidade foram abordados no encontro, que contou com adesão e receptividade dos participantes. “A ideia deste bate-papo é orientá-los sobre formas de diminuir os riscos em relação às doenças. Com isso, salvamos pessoas e a sociedade”, destaca Patrícia.

LEIA TAMBÉM
Semads promove capacitação para ‘Família Acolhedora’
‘Tocar & Encantar’ leva cursos gratuitos ao Santa Gertrudes

Temas como higiene, direitos, vida social e vulnerabilidade foram abordados no encontro

Temas como higiene, direitos, vida social e vulnerabilidade foram abordados no encontro

De passagem por Jundiaí, Ryrley Cândido de Souza, de 28 anos, participou do bate-papo no Centro Pop e aprovou a iniciativa. “São orientações importantes, precisamos deste tipo de conhecimento e desta palavra amiga.”

Para o ajudante de pedreiro Lucas Rodrigues, de 22 anos, que frequenta o Centro Pop há seis anos, o bate-papo foi útil. “Na situação em que vivemos é importante termos estas informações sobre saúde, ajuda muito na prevenção de doenças”, entende.

A expectativa é que novos encontros sejam realizados. Para a diretora de Proteção Especial da Semads, Joana de Cássia Prudêncio, a ação tem como objetivo o resgate da autoestima e dignidade dos moradores em situação de rua. “O intuito da Assistência Social com estas atividades é que as pessoas retomem o convívio social que por algum motivo foi perdido, por meio do resgate da autoestima e conhecimento de seus direitos.”

Segundo a educadora social do Centro Pop, Rafaela Mania, são feitos em média 30 atendimentos por dia no local. “São na maioria homens de 18 a 59 anos, que estão de passagem por Jundiaí, que chegam através de demanda espontânea, encaminhamentos de casa de passagem, abordagem social na rua pela equipe da Semads e Guarda Municipal.”

Centro Pop
Considerada porta de entrada da Assistência Social para os moradores em situação de rua, o Centro Pop tem como objetivo prestar atendimento e auxílio para as pessoas que estão na cidade apenas de passagem ou morando nas ruas.

Os atendidos passam pela abordagem e são encaminhados, de acordo com a necessidade, para atendimento psicológico, tratamento para dependência química ou tratamento de saúde, sistema de garantias de direitos (INSS, benefício social, cadastro único, entre outros), regularização e emissão de documentos, casa de passagem. Aqueles que estão em busca de emprego são direcionados ao Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), e interessados em retomar os estudos ao Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Em alguns casos, são feitas tentativas de reaproximação com a família.

Viviane Rodrigues
Foto: Paulo Grégio


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2016/03/30/centro-pop-realiza-bate-papo-sobre-saude-com-moradores-em-situacao-de-rua/

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original