Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Semads promove capacitação para ‘Família Acolhedora’

Publicada em 15/03/2016 às 17:22

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Semads) promove nos dias 2 e 16 de abril capacitação das famílias interessadas em participar do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora. A atividade vai ser no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) Centro, das 9h às 12h.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

O serviço é voltado ao atendimento das crianças e adolescentes afastados da família por medida de proteção, que ficam em acolhimento familiar até que seja possível o retorno aos pais (família de origem) ou tios e avós (família extensa). Na impossibilidade de ambos, o desfecho é a adoção.

LEIA TAMBÉM
Prefeito visita nova Emeb do Novo Horizonte
Secretário da Semads lança livro sobre política habitacional
Jundiaienses colaboram com doações às vítimas das chuvas

Número de famílias interessadas no acolhimento de crianças aumentou nos últimos anos

Número de famílias interessadas no acolhimento de crianças aumentou nos últimos anos

Na capacitação, os técnicos vão explicar o que é o serviço; os direitos das crianças e adolescentes; o papel do acolhedor; os aspectos do desenvolvimento infantil; e as questões sobre vínculo com a família.

A coordenadora do serviço, Cristiane Vieira Gozzo, observa um aumento no número de famílias interessadas no acolhimento de crianças nos últimos anos. “Em 2009 havia quatro famílias acolhedoras na cidade. Hoje são 13 e iremos capacitar mais 10 em abril. Já há uma lista de espera pelas próximas capacitações”, comemora.

Cristiane destaca os benefícios do acolhimento familiar para as crianças da primeira infância (0 a 3 anos). “Em vez de serem levadas para o abrigo, estas crianças vão para as famílias acolhedoras. Para os recém-nascidos, o acolhimento familiar é importante pela questão do estímulo e do vínculo.”

Capacitado no serviço desde 2014, o casal Maria do Socorro da Silva Plácido, de 51 anos, e Renê de Brito Silva, 55, já acolheu duas crianças e aguarda a chegada de mais dois irmãos ainda este mês. “É uma experiência gratificante, fico muito satisfeita em acolher estas crianças. Elas trazem muitas alegrias para o nosso lar. É um trabalho maravilhoso”, afirma Maria, que encontrou no acolhimento das crianças conforto para a perda dos dois filhos.

“Chegava em casa sentia um vazio. Quando soube do Serviço de Família Acolhedora, eu e meu marido resolvemos participar. É um serviço muito importante, pois nos abrigos as crianças não recebem a mesma atenção de uma família. A gente conversa com elas, dá carinho”, conta.

Como participar
A inscrição para participação no serviço é permanente e as capacitações são feitas periodicamente. “Existe sempre a necessidade de novas inscrições, afinal, as famílias acolhedoras são nossas parceiras; sem elas não existe o serviço”, fala Cristiane.

Para participar do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora é preciso ter idade mínima de 21 anos e morar em Jundiaí; não possuir antecedentes criminais; não ter interesse em adoção; e não apresentar problemas psiquiátricos ou dependência de substâncias psicoativas.

Os interessados que cumprirem todos os requisitos devem preencher a ficha de inscrição e aguardar contato da equipe do serviço. Todos passam por entrevistas e formação. Vale lembrar que é importante que todos os integrantes da família estejam de acordo com o acolhimento.

O serviço funciona junto ao Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), na rua Marechal Deodoro da Fonseca, 504, Centro. O horário de atendimento é das 8h às 12h e das 13h às 17h. Mais informações pelos telefones (11) 4583-7301 ou 4583-7315. O e-mail é familia.acolhedora@jundiai.sp.gov.br.

Viviane Rodrigues
Foto: Arquivo PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2016/03/15/semads-promove-capacitacao-para-familia-acolhedora/

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original