Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Anjos da Guarda ampliam capacitação na preservação aos direitos humanos

Publicada em 28/07/2017 às 10:56

Para assegurar a legalidade, a garantia e o respeito aos direitos humanos, os profissionais de segurança pública, no exercício de suas funções, devem ser periodicamente qualificados e atualizados no que se refere à conduta e responsabilidades inerentes à sua atuação, considerando-se a complexidade das ações no atendimento aos vários segmentos da comunidade.

Com esta proposta que reforça o compromisso do prefeito Luiz Fernando Machado em atender toda a comunidade em suas necessidades essenciais, o subinspetor Erich Streng Godoi – coordenador do Centro de Instrução, Formação e Aperfeiçoamento Técnico Profissional (CIFATP) da Divisão de Ensino da Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ), realiza o Curso de Capacitação para Integrantes da Ronda Escolar 2017, com aulas teóricas e práticas, destacando-se temas que exigem o conhecimento de diretrizes específicas sobre como o agente de segurança pública deve abordar as pessoas, inclusive as que fazem parte da comunidade LGBTT – lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, sem preconceito de idade ou gênero.

LEIA TAMBÉM
GGIM busca novas propostas para a execução de ações de prevenção

Integrantes da Ronda Escolar têm um papel fundamental como multiplicadores de conhecimentos e a orientação

Para isso, a titular da Assessoria de Políticas para Diversidade Sexual da Prefeitura de Jundiaí (Núcleo de Articulação das Políticas de Direitos Humanos), a advogada Kelly Cristina Galbieri, apresentou aos Anjos da Guarda o trabalho realizado pela pasta, ressaltando a importância da parceria com a GMJ e sua atuação.

“Definitivamente, as pessoas precisam aprender a respeitar mais o próximo, especificamente no que diz respeito à diversidade sexual, com a orientação devida sobre os direitos fundamentais a todos os seres humanos. Falar sobre homofobia é questionar antes de mais nada o posicionamento de cada um de nós. Ninguém nasce preconceituoso, adquire-se ao longo da existência junto ao meio em que se vive. A discriminação torna-se crime a partir do momento em que se manifesta o preconceito, é totalmente condenável. Os agentes de segurança pública têm um papel fundamental como multiplicadores de conhecimentos e a orientação para a população, principalmente no que se refere sobre o respeito ao próximo”, ressaltou a assessora.

Para o subinspetor Godoi, o atendimento essencial ao cidadão precisa ir além de qualquer preconceito. “Diariamente combatemos a violência e a criminalidade; desrespeitar o próximo em sua diversidade sexual representa uma agressão que não se admite.”

Psicólogo, o GM Cláudio Ribeiro da Matta chama a atenção sobre a postura do ser humano. “Nossas próprias falas estão carregadas de preconceito. O ser humano precisa tratar e ser tratado como humano ser, considerando-se os princípios da dignidade humana.”

Vale ressaltar que numa iniciativa inovadora e pioneira na história do município, a criação da Assessoria de Políticas para Diversidade Sexual vem realizando um trabalho diferenciado para garantir os direitos fundamentais de toda a comunidade LGBTT por meio de políticas públicas municipais, implementando estratégias para melhor aceitação e orientação familiar das vítimas de preconceito e supervisionando o atendimento recebido pelo público LGBTT.

Assessoria de Imprensa GMJ
Foto: GM Guerino


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2017/07/28/anjos-da-guarda-ampliam-capacitacao-na-preservacao-aos-direitos-humanos/

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original