Cidade digital trará agilidade e economia para a Prefeitura e o contribuinte

Publicada em 15/05/2019 às 11:53

A Prefeitura de Jundiaí dará início, em junho, a mais uma iniciativa inovadora no projeto Cidade Digital, com foco na melhoria da eficiência dos processos internos e na agilidade do prazo de resposta para o contribuinte. Trata-se da fase inicial de implantação do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), um software que já é utilizado pelo governo federal e por outros entes públicos para tramitar os processos pelo meio eletrônico.

A meta, no médio prazo, é eliminar a tramitação de documentos em papel e usar somente o meio eletrônico, garantindo mais agilidade e transparência nos processos. “Com o novo sistema vamos economizar dinheiro ao deixar de utilizar papéis, teremos transparência com a visualização concomitante de processos independentemente da carga e segurança jurídica porque elimina o risco de extravio de documentos”, destaca o prefeito Luiz Fernando Machado.

Gestor aponta para apresentação

Trâmite de processos exclusivamente por meio eletrônico terá início em junho

Nesta primeira etapa terão tramitação exclusivamente digital os processos relacionados ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado, iniciados em 2019 e de multas do transporte coletivo. “Iniciamos por esses processos porque eles são segmentados mais facilmente. Esses pilotos foram apresentados para todos os gestores municipais com o objetivo de levar essa inovação para dentro da cada área do governo municipal”, explica o diretor-presidente da Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun), Amauri Marquezi. A Cijun será responsável pelo treinamento dos servidores da PMJ e pela manutenção do SEI.

Numa segunda etapa, a tramitação digital passará a valer para os processos de compras nas modalidades mais simples como a Compra Direta e o Convite, ambos realizados pela Unidade de Gestão de Administração e Gestão de Pessoas (UGAGP). “Esses processos são em grande número e o processo em papel tramita internamente por cerca de três a quatro semanas para ficar pronto para a licitação. Nossa meta é reduzir esse tempo para no máximo uma semana ao usar o sistema 100% eletrônico e agilizar as compras governamentais”, afirma a gestora Simone Zanotello.

Com mais agilidade nos trâmites internos, a expectativa da Administração é de que esse ganho reflita diretamente nos serviços prestados à população. “Ao modernizar a gestão, algo que estamos fazendo desde 2017, nossa meta principal é que, ao tornar o governo cada vez mais digital, isso reduza o tempo resposta para o contribuinte. Agilizar os serviços e ainda economizar recursos são ações essenciais para que a Prefeitura possa aumentar a qualidade dos serviços prestados à população, um dos principais compromissos do plano de governo do prefeito Luiz Fernando”, ressalta o gestor de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi.

Na última segunda-feira (13), durante a reunião de Plataformas da prefeitura, o sistema foi apresentado pela Cijun a gestores municipais. A fase de treinamento dos servidores será realizada entre os dias 20 e 31 de maio.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2019/05/15/cidade-digital-trara-agilidade-e-economia-para-a-prefeitura-e-o-contribuinte/