Grupo de trabalho reforça plano cicloviário

Publicada em 16/01/2015 às 19:02

A transformação de Jundiaí em uma cidade mais amigável para bicicletas é o foco do grupo de trabalho técnico que a Prefeitura criou no segundo semestre de 2014 e que, em 2015, deve mostrar seus primeiros resultados. Com participação direta da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, da Secretaria de Transportes e da Secretaria de Obras, o grupo de profissionais especializados trabalha em diversas frentes, incluindo demandas e parcerias da própria comunidade.

“São diversos profissionais de cada secretaria integrados nesse trabalho que envolve desde mudanças internas de procedimentos de análise e implantação até a efetiva negociação com parceiros”, comenta o coordenador de projetos urbanos Décio Pinheiro Pradella.

LEIA TAMBÉM
Ponte Torta: para arqueóloga, Jundiaí pode ocultar milhares de anos

Cena de passeio de bicicletas: grupo técnico quer ampliar condições

Cena de passeio de bicicletas: grupo técnico quer ampliar condições

A inserção das bicicletas no conceito da mobilidade urbana, ao lado do transporte coletivo, sofre forte pressão social da prioridade ao automóvel criada nas últimas décadas.

Mas Jundiaí teve um precedente de grande uso desse modal em meados do século 20, na sua fase operária, em que a presença das indústrias na área urbana era marcada pelo grande número de bicicletários. O deslocamento espacial das empresas e o aumento do trânsito nas ruas mudou esse cenário.

Agora, o grupo de técnicos trabalha em como pode se dar a futura integração de bicicletas com terminais de ônibus e as alternativas de ciclorrotas, como o compartilhamento de vias, as ciclofaixas e as ciclovias de acordo com cada local. Em tempos recentes, apenas iniciativas voltadas ao lazer ou trechos isolados haviam sido criadas.

Implantação
O trabalho do grupo técnico avança para um Plano Cicloviário que mescla trechos de implantação própria do setor público com outros negociados como contrapartidas de novos empreendimentos privados. No primeiro caso, o trecho recente foi implementado nas obras da avenida Caetano Gornatti, no Engordadouro.

O novo conceito dos diversos tipos de ciclorrotas deve ser aplicado ainda neste ano em vários pontos da cidade enquanto as ciclovias mais complexas estão sendo estudadas ou preparadas para locais como a avenida José Luiz Sereno (Eloy Chaves), a reforma e extensão da avenida Antonio Pincinato (Retiro) e as avenidas Nove de Julho e Coleta Ferraz de Castro (Jardim Paulista), além do detalhamento de planos para a região da avenida União dos Ferroviários e para acompanhar o futuro trajeto do ônibus de trânsito rápido (BRT) entre Colônia e Vila Arens.

Outro processo em andamento é a parceria com um movimento da sociedade civil, o Hackbike 7406, que, usando plataformas virtuais de arrecadação coletiva, reuniu recursos para a implantação de paraciclos (estacionamentos de bicicletas), que está tramitando em diversos setores administrativos tanto para a formalização desse tipo de doação como para a definição de procedimentos técnicos de sinalização e instalação.

Uma das principais tarefas do grupo de trabalho do Plano Cicloviário é buscar referências de boas práticas de outras cidades e até países para orientar a transformação de Jundiaí em uma cidade amigável para bicicletas comuns e também para as futuras bicicletas com apoio elétrico.

José Arnaldo de Oliveira
Foto: Arquivo


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2015/01/16/grupo-de-trabalho-reforca-plano-cicloviario/