Prefeitura testa proteção a bairros contra excesso de trânsito

Publicada em 31/08/2015 às 18:17

A Prefeitura está implantando um projeto-piloto na requalificação de bairros contra a degradação causada pelo tráfego de veículos em vias locais com a criação de praças que reorientam esse fluxo no Jardim Brasil. A medida, na direção contrária de tentativas de fechamento irregular buscadas por moradores em outros locais, privilegia o acesso de pedestres e de ciclistas garantindo o atual caráter residencial.

Imagem ilustrativa de bairro com praças de reorientação de trânsito

Imagem ilustrativa de bairro com praças de reorientação de trânsito

“Estamos seguindo ainda os conceitos do atual Plano Diretor, que está sendo revisto e define as vias locais como acesso de moradores aos seus lotes e depois as vias arteriais como conexão com as vias coletoras de tráfego. É uma reorganização urbana, sem envolver muros, guaritas ou controle, que será avaliada e poderá depois ser replicada e descentralizada em outros bairros”, explica a secretária Daniela da Camara Sutti.

O estudo foi desenvolvido pela Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente e apoio técnico da Secretaria de Transportes.

Uma parte das intervenções é feita em parceria com a iniciativa privada, que construiu uma grande torre de escritórios no bairro vizinho da Chácara Urbana em um terreno que abrigava apenas uma residência, conhecida historicamente como a Mansão Rappa. Os dois bairros, próximos ao Cemitério Nossa Senhora do Desterro, fazem parte da região central ampliada, que também vem recebendo outras intervenções como o Plano de Reabilitação do Centro Histórico e o Urbanismo Caminhável.

Na prioridade para a escala da cidade para pessoas adotada nesses estudos, esse projeto-piloto busca gerar parâmetros de qualidade urbana em bairros para equilibrar o processo dos últimos anos de “expulsão” de moradores tradicionais para condomínios fechados que já abrangem mais de 30% da população. Na região ampliada do Centro Histórico, o plano prevê que a presença de moradores (tanto tradicionais como novos) é parte fundamental do processo de reabilitação.

O projeto-piloto do Jardim Brasil, no campo da requalificação urbana e do controle da degradação do tráfego, é parte equivalente de esforços do governo Pedro Bigardi para a cidade como ocorre, no campo da habitação popular, com a construção de 1,6 mil unidades que no sábado (29) teve a entrega de nova parcela de apartamentos na Vila Ana.

 Pedestres, ciclistas e carros convivem nas vias coletoras (na foto, túnel da Ponte)


Pedestres, ciclistas e carros convivem nas vias coletoras (na foto, túnel da Ponte)

“A situação em que ocorre esse teste de intervenção é exatamente o contrário do fechamento, buscando atender ruas que não podem absorver uma nova demanda de passagem causada pela falta de planejamento e de projetos viários adequados. A diferença nesse projeto-piloto, já adotado em outras cidades, é não isolar o bairro mas apenas protegê-lo pela reorientação do tráfego motorizado e garantir a acessibilidade do tráfego não-motorizado”, afirma Daniela.

Dessa maneira, todas as ruas do bairro serão acessadas por esses formatos a pé ou de bicicleta e, para veículos, ficará com entradas (incluindo o uso de “traffic calming”) pela Vila Municipal ou pela Rua São Lázaro e saídas também para esses lados e mais para a Chácara Urbana. As mudanças são pontuais, incluindo ampliação de calçadas em alguns casos.

José Arnaldo de Oliveira
Foto: Arquivo PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2015/08/31/prefeitura-testa-protecao-a-bairros-contra-excesso-de-transito/