Pagamento em ônibus em Jundiaí é referência para Campinas

Publicada em 14/03/2016 às 17:47

A Secretaria de Transportes recebeu uma comitiva da Associação das Empresas de Transporte Urbano de Campinas (Transurc), na última sexta-feira (11). O encontro teve como objetivo apresentar o sistema de pagamento com cartão bancário (débito e crédito) no transporte público em Jundiaí.

De acordo com o diretor de comunicação da Transurc, Paulo Bardall, a frota de ônibus e a estrutura do transporte de Campinas e Jundiaí são diferentes.

LEIA TAMBÉM
Transportes ajusta linhas para atender Jardim São Camilo

Wilson Folgozi recebe representantes do transportes de Campinas

Wilson Folgozi recebe representantes do transportes de Campinas

“O saldo da troca de experiências entre as cidades é positivo. Vamos estudar possível instalação”, disse o diretor de comunicação da Transurc, Paulo Bardall.

O sistema deve minimizar a dupla função dos motoristas, que também atuam como cobradores. O secretário de Transportes de Campinas e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro, afirmou que os detalhes vão ser decididos em uma próxima reunião. “Vai ser discutida a transmissão dos dados, o tempo que pode demorar o pagamento para pessoas idosas ou deficientes e principalmente, como digitar sua senha bancária sem que seja exposta para todos na fila.”

Em Jundiaí
Em funcionamento desde o início de março em dez ônibus, o sistema vai ser expandido, posteriormente, para os outros 270 ônibus da cidade.

As cinco linhas são: 582 – Paiol Velho, 583 – Residencial Anchieta, 584 – Terra Nova, 585 – Colégio Técnico e 586 – Vila Maringá.

O sistema funciona como em um estabelecimento comercial, em que o passageiro insere o cartão na máquina, escolhe a opção crédito ou débito, digita a senha e, em seguida, a catraca é liberada.

De acordo com o secretário de Transportes, Wilson Folgozi, o objetivo é atingir 15% dos passageiros que ainda não possuem o cartão do Bilhete Único e utilizam dinheiro. “São 120 mil passageiros por dia que utilizam o transporte público. Cerca de 18 mil ainda pagam em dinheiro. Para reduzir a circulação de dinheiro no ônibus, esse público pode utilizar o cartão bancário.”

Os usuários que optarem pelo cartão bancário pagam a tarifa normal, de R$3,80. Já os cadastrados no Bilhete Único seguem pagando R$3. O Bilhete Único possibilita que, no intervalo de 1 hora e 30 minutos, o passageiro se desloque de um ônibus para outro, pagando uma única tarifa e sem a necessidade de passar pelos terminais.

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2016/03/14/pagamento-em-onibus-e-referencia-para-campinas/
Leia mais sobre ,