Escolas apresentam ações de combate ao Aedes aegypti

Publicada em 29/03/2016 às 17:45

As secretarias de Educação e de Saúde fizeram nesta terça-feira (29), um encontro com diretores das 113 escolas da rede municipal de ensino, no auditório Elis Regina, no Complexo Argos. Além de se inteirar sobre o panorama epidemiológico atual, os profissionais compartilharam projetos desenvolvidos nas Emebs para a prevenção das doenças causadas pelo Aedes aegypti: dengue, febre chikungunya e zika vírus.

CONFIRA O SITE DE COMBATE AO AEDES

A atividade integra as ações do Comitê Municipal de Combate ao Aedes aegypti, criado no fim do ano passado pelo prefeito Pedro Bigardi e que reúne representantes de diversas secretarias do Poder Executivo local.

LEIA TAMBÉM
Região do Jardim do Lago comemora investimentos
Inscrições para creches terminam nesta quarta (30)
Centro de Línguas abre inscrição nesta segunda (28)

Ações foram compartilhadas entre a Secretaria de Saúde e de Educação

Ações foram compartilhadas entre a Secretaria de Saúde e de Educação

Na Emeb Rotary Club, durante um mês, o trabalho foi intensificado com os cerca de 200 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. “Toda a equipe trabalhou unida para fazer com que as crianças conheçam melhor o mosquito e as três doenças que ele pode causar. A conscientização foi feita de diversas maneiras, por meio de histórias, músicas, pesquisas, produção de fôlderes e cartazes. Finalizamos com uma caminhada pelos bairros Anhangabaú e Vila Ana, levando a informação”, ressaltou a diretora da unidade, Selma Regina de Oliveira.

Ao todo, oito escolas socializaram experiências positivas que envolveram não só os aluno, mas a comunidade. “É uma trabalho que estamos fazendo há muito tempo. Além dessas ações, professores e coordenados das escolas também passaram por formação para ajudar na luta contra o Aedes”, explicou a supervisora do Núcleo de Educação Socioambiental da Secretaria de Educação, Claudete Formis.

Parceria importante
Presente no encontro, o gerente da Unidade de Vigilância de Zoonoses, Carlos Ozahata, observou a importância das ações em parceria com a Educação e parabenizou os diretores por estarem se empenhando para ajudar a controlar o problema. “A Educação é muito importante para ajudar a informação, que precisa ser correta, e chegar até as famílias para que que possam tomar as medidas de preventivas. Os educadores têm um olhar que enriquece o trabalho e faz com que a mensagem seja compreendida e levada para além do muro da escola.”

De acordo com a Unidade de Vigilância de Zoonoses, o município tem hoje 129 casos de dengue, sendo 91 autóctones (contraídos na própria cidade) e 38 importados. Em 2015, eram cerca de 400 casos no mesmo período.

“Estamos em uma situação melhor que a do ano passado. O sorotipo de vírus que está circulando é o mesmo, mas a chuva em excesso lavou os criadouros, retardando o aparecimento de mais mosquitos. Porém, se o calor persistir, devemos ter novamente uma nova população de mosquitos. É fundamental que, neste período, os criadouros sejam eliminados”, acrescentou Ozahata.

Roberta de Sá
Foto: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2016/03/29/escolas-apresentam-acoes-de-combate-ao-aedes-aegypti/