Educação abre ciclo de estudos sobre patrimônios

Publicada em 08/08/2016 às 15:07

Com o tema “Patrimônios Natural e Cultural como Temas Integradores do Currículo”, a Secretaria de Educação realiza, até esta quarta-feira (10), um ciclo de estudos e debates no auditório Elis Regina, no Centro Capacitação, no Complexo Argos. O evento foi aberto nesta segunda-feira (8) com uma apresentação dos alunos da Emeb Duílio Maziero, que resgataram a história do bairro da Toca. Cerca de 400 pessoas participaram.

O evento é voltado aos educadores que atuam no Ensino Fundamental. “A ideia é discutir, por meio de três mesas redondas, a introdução dessa temática no currículo. Esse é um tema que permite que o professor faça um trabalho de integração de todas as áreas, levando o aluno a refletir sobre o seu patrimônio, o seu bairro, a sua comunidade, construindo a sua identidade. Além disso, também estamos expondo alguns trabalhos sobre o assunto desenvolvidos em algumas Emebs”, explica a diretora de Ensino Fundamental, Suzette Vermiglio.

LEIA TAMBÉM
Inscrição para Olimpíada de Redação vai até a segunda (15)
Instituto Federal abre inscrições para cursos de extensão à comunidade

Alunos da Emeb Duílio Maziero resgataram da história do bairro da Toca

Alunos da Emeb Duílio Maziero resgataram da história do bairro da Toca

Segundo o secretário de Educação, José Renato Polli, a introdução dessa temática nas discussões curriculares é uma novidade no Brasil. “O ensino de história é mais geral e, quase sempre, a história da região, a história local, fica fora. No município já vem sendo feito um trabalho sobre a identidade da cidade, vinculado à Secretaria de Cultura, que, entre outras coisas, criou o Centro de Memória. Esse evento é de grande importância para a rede municipal de ensino e integra um conjunto de ações.”

A primeira mesa redonda abordou a cidade de Jundiaí: suas memórias, suas histórias. Os debatedores foram Alexandre Augusto de Oliveira, historiador, mestre em Artes e professor universitário, e Marcelo Campos Tiago, graduado em História, Ciências Sociais, Direito e Pedagogia, além de mestre e doutor em Educação, Arte e História da Cultura. A mediação foi feita pelo secretário de Educação, que é licenciado em Filosofia e Pedagogia, mestre em História Social e doutor em Educação.

Programação
Nesta terça-feira (9), a programação continua das 8h às 10h e das 14h às 16h, com a discussão sobre Patrimônios Culturais de Jundiaí. O assunto será abordado pelo secretário de Cultura, Jean Marcel Caum Camoleze, graduado em História e mestrando em Ciências da Informação, e por Michele Escoura Bueno, antropóloga, mestre em Antropologia Social e doutoranda em Ciências Sociais. O mediador será Marcel Ercolin Carvalho, licenciado em História e Pedagogia, mestre em Psicologia da Educação, diretor de escola e assessor especial de Educação da Secretaria de Educação.

Encerrando o ciclo de estudos e debates, nesta quarta-feira (10), o tema abordado será Bens Naturais de Jundiaí, das 8h às 10h e das 14h às 16h. Os convidados são Afonso Peche Filho, engenheiro agrônomo do Instituto Agronômico de Campinas (IAC); Jorge Bellix, diretor da Associação Mata Ciliar; e Antonio Roberto Losqui, produtor agrícola e pesquisador. Na mediação estará Diva Otero Pavan, licenciada em Pedagogia, mestre e doutora em Educação, e assessora especial de Educação da Secretaria de Educação.

O Complexo Argos fica na avenida Dr. Cavalcanti, 396, Vila Arens.

Cerca de 400 pessoas participaram da abertura do evento

Cerca de 400 pessoas participaram da abertura do evento

Roberta de Sá
Fotos: Cléber de Almeida


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2016/08/08/educacao-abre-ciclo-de-estudos-sobre-patrimonios/