Diagnóstico precoce do câncer infanto juvenil é tema do Setembro Dourado

Publicada em 30/08/2018 às 12:15

Para marcar o mês Setembro Dourado, a Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) em parceria com o Grupo em Defesa da Criança com Câncer (Grendacc), realiza ação de conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil. A doença não é prevenível em crianças, por isso, quanto mais cedo for diagnosticado, maiores são as chances de cura. No dia 19, será realizada palestra para os profissionais da rede de saúde do município sobre o assunto, com o foco na sensibilização para o tema além de detalhamento do funcionamento da rede oncológica infantil, a partir da habilitação do atendimento para o Hospital da Criança, ocorrido no início do mês da agosto. Ainda como forma de marcar o mês, o prédio do Paço Municipal será iluminado na cor dourada para alertar a população sobre a atenção à doença.

LEIA TAMBÉM
Crianças entre 1 ano a 4 anos devem ser vacinadas contra Pólio e Sarampo
Campanha de Vacinação antirrábica termina neste sábado (01)

Diagnóstico precoce do câncer amplia as chances de cura chegando a 80%

A Campanha Setembro Dourado, que acontece em todo o Brasil, é promovida pela Confederação Nacional de Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC). “De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), entre o biênio 2016 a 2017, 600 mil novos casos de câncer seriam registrados no Brasil. Desse total, a estimativa para os casos infantojuvenis varia entre 0,5% a 3%. A evolução da doença é diferente em relação aos casos em adultos, sendo mais rápidos. Os profissionais devem estar atentos aos sintomas e ao histórico do paciente, já que febre, sangramentos, dores abdominais, palidez, prostração sem justificativa, podem indicar a possibilidade da doença”, detalha a pediatra onco hematologista da UGPS, Lucicleide Aparecida Delgado.

Ela será uma das palestrantes do evento organizado para o dia 19, no auditório da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ). A especialista, que abordará “Diagnóstico precoce de câncer infantil, sinais e sintomas”, ainda lembra que a criação de vínculo entre o pediatra da Unidade Básica de Saúde (UBS) e a família do paciente é fundamental para o tratamento. “Existe uma resistência da família em aceitar a possibilidade da doença, e, acaba passando com a criança por várias consultas. O pediatra da rede será o primeiro contato desta família. Esse profissional precisa criar a ligação de confiança para reduzir esse tempo e ampliar as chances de recuperação, que pode ser superior a 80%”, argumenta.

Ainda durante o evento o médico pediatra Marcelo Rizatti, oncopediatra do Grendacc, explicará ao fluxo de atendimento e encaminhamento dos casos a partir da habilitação do hospital para o atendimento oncológico de Jundiaí. Com o tema “A Inserção do Hospital do Grendacc na rede de Atenção a Saúde da Região de Saúde de Jundiaí, a partir da habilitação como UNACON exclusiva em Pediatria”, o médico explicará o atendimento integral que passa a ser realizado no pela instituição a partir da habilitação do Grendacc pelo Ministério da Saúde como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) exclusiva de oncologia pediátrica.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2018/08/30/diagnostico-precoce-do-cancer-infanto-juvenil-e-tema-do-setembro-dourado/