Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Práticas online da Cia. Jovem de Dança já contaram com mais de 5 mil inscrições

Publicada em 11/08/2020 às 10:03

Com atividades online desde o fim de março por conta da pandemia, a Cia. Jovem de Dança de Jundiaí chega à sua 21ª semana de atividades online ininterruptas. Durante o período, as práticas de dança oferecidas pela companhia, que é um corpo artístico ligado ao Departamento de Teatros da Unidade de Gestão de Cultura (UGC), foram abertas aos interessados em geral, e chegaram até o final de julho à marca de cerca de 5.200 inscrições, seja pela plataforma Zoom ou pelas redes sociais da Companhia e da Cultura.

Para o diretor artístico da Cia Jovem, Alex Soares, números e adesões às atividades online impressionam pelo alcance. “Confesso que, quando iniciamos as nossas práticas online da pandemia, num formato bastante antecipado e pioneiro, não imaginávamos que elas fossem perdurar por tanto tempo e que a adesão de inscritos fosse se manter desta forma. Ter mais de cinco mil inscritos significa lotar quase cinco vezes o Teatro Polytheama, e isso é muito relevante se pensarmos que chegamos pela internet até pessoas que não atingiríamos na modalidade presencial de ensaios e apresentações. Isso sem contar a vinda de professores, que generosamente têm nos procurado para dar suas aulas, compartilhar seus trabalhos de modo voluntários com nossos bailarinos e com todos os demais interessados”, comemora.

O diretor do Departamento de Teatros, Wagner Nacarato, ressalta o papel de formação dos corpos artísticos. “Mesmo durante a pandemia, os corpos artísticos não interromperam com seu papel social, que envolve não só a construção de conteúdos e de processos, mas também a formação artística, algo fundamental. Neste caso específico, a Cia. Jovem de Dança teve uma ação de vanguarda, à frente de tudo que vinha sendo previsto no início da pandemia, e, por meio dos esforços de seus integrantes, com segurança, de suas casas, tiveram cada vez maior adesão, inclusive de nomes consagrados no cenário nacional”.

Antes do isolamento social, as práticas de dança dos bailarinos eram realizadas no Complexo Fepasa

Durante o período, a companhia contou ainda com as participações voluntárias de diversos profissionais renomados, que fizeram as aulas inclusive de fora do Brasil, como Arthur Sai e Morvan Teixeira, que deram suas aulas de Balé Clássico, respectivamente, diretamente da Espanha e do Chile. Também houve aulas de Balé em parceria com companhias nacionais, como nas ministradas por Eunice Oliveira, do Balé Teatro Guaíra (Paraná); por Anna Paula Drehmer, do Balé Teatro Castro Alves (Bahia); por Patricia Alquezar, da Cisne Negro Companhia de Dança (São Paulo); por Rosangela Souza, do Balé da Cidade de Niterói (Rio de Janeiro); por Miriam Tomich, do Ballet Jovem de Minas Gerais; e aula de Contemporâneo, ministrada por Mário Nascimento, do Corpo de Dança do Amazonas.

Outros profissionais também contribuiriam com suas aulas de diversas linguagens, como: yoga, com Juliana Mandrá; Gyrotonic, com Luiza Banov; Grownding e Respiração Consciente, com Paula Zonzini; Balé Clássico, com Gustavo Lopes; Horton Technique, com Leticia do Carmo; Danças Urbanas, com Eliseu Corrêa; e de Improvisação, com Luiz Fernando Bongiovanni.

Programação de práticas online é divulgada semanalmente pelas redes sociais para os interessados

Mais corpos artísticos
Os demais corpos artísticos também têm realizado ações online durante a pandemia, pelo #FiqueemCasaJundiaí, a fim de fomentar o trabalho da classe artística e produzir conteúdos de qualidade para os munícipes, além de disponibilizar na íntegra apresentações de espetáculos e concertos já realizados.

Todos os dias, às 18h24, a Companhia de Teatro de Jundiaí publica um vídeo inédito pela série Quarentena de histórias. Já os músicos da Orquestra Municipal publicam as apresentações de suas casas pela série Música em Casa e recordações de seus concertos pela série #tbt10anos. O Coral Infantojuvenil Cidade das Crianças (idades entre oito e onze anos) e o Coral Municipal de Jundiaí (adultos) têm realizado ensaios pela internet, com inscrições gratuitas abertas para novos participantes. E as aulas do programa de Oficinas Culturais também ficam disponíveis no site da Cultura, para os alunos inscritos e outros interessados.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Arquivo PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2020/08/11/praticas-online-da-cia-jovem-de-danca-ja-contaram-com-mais-de-5-mil-inscricoes/
Leia mais sobre ,

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original