Em observância ao período eleitoral, este canal mantém estático conteúdos anteriores à data 15/08, sendo atualizado somente por matérias relacionadas ao combate à Covid-19, ou de urgência social.

Aumentam interessados pelo ‘Família Acolhedora’

Publicada em 20/08/2015 às 18:46

O Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora, coordenado pela Secretaria de Assistência Desenvolvimento Social (Semads), reuniu as famílias integrantes do programa em um encontro com o juiz da Vara da Infância e Juventude, Jefferson Barbin Torrelli, e representantes do Conselho Tutelar, nesta quarta-feira (19), na Escola de Governo e Gestão. Essas pessoas acolhem crianças e adolescentes afastados da família por medida de proteção.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO PARA O SERVIÇO

LEIA TAMBÉM
7 de setembro vai ter barracas de alimentação e artesanato
Cerca de 80 idosos participam de projeto Gotas de Maturidade

Famílias participaram do encontro com o juiz Jefferson Torelli

Famílias participaram do encontro com o juiz Jefferson Torelli

No encontro, a coordenadora do serviço, Cristiane Vieira Gozzo, destacou o aumento do número de famílias interessadas em participar do programa. Segundo ela, em 2013, havia cinco famílias capacitadas, com o trabalho de divulgação do serviço o número subiu para oito na última capacitação e para a próxima, em novembro, já somam 11 inscritas. “Estamos celebrando o aumento do número de famílias acolhedoras, pois sem elas este serviço não seria possível.”

O juiz Jeferson Barbin Torelli falou da relevância do serviço. “Fico muito feliz em ver tantas famílias envolvidas no programa. Entendo que é um trabalho essencial na cidade em função do grande número de crianças que precisam ser retiradas temporariamente de suas famílias biológicas e colocadas em algum serviço. Hoje há três instituições de acolhimento, todas estão lotadas e o serviço de famílias acolhedoras contribui com este trabalho.”

Torelli também salientou a importância da capacitação. “É muito importante para as famílias que vão receber as crianças esta capacitação com profissionais para auxiliá-las no acolhimento.”

O serviço é responsável por selecionar, capacitar e acompanhar as famílias acolhedoras, bem como realizar o acompanhamento da criança e/ou adolescente acolhido, assim como as famílias de origem.

Família Acolhedora: Acolher é um ato solidário, social e transformador

Família Acolhedora: Acolher é um ato solidário, social e transformador

O casal Jeremias dos Santos, de 30 anos, e Lina dos Santos, 22, foi incentivado pela família a participar do programa. “Meus pais e minha irmã já acolheram e nos incentivaram. Além disso, temos o desejo de ajudar e dar apoio a estas crianças que estão passando por dificuldades”, disse Jeremias

Para o casal Fernanda Pottes, de 32 anos, e Gustavo Pottes, 33, participar do programa de acolhimento foi uma experiência de vida. “Acolhemos um bebê de 4 meses e outro de um mês. Foi uma experiência totalmente diferente mas positiva, significou crescimento de vida”, afirmou Fernanda.

Como participar
Para fazer parte do Família Acolhedora é preciso ter idade mínima de 21 anos e morar em Jundiaí; não possuir antecedentes criminais; não ter interesse em adoção e não apresentar problemas psiquiátricos e/ou dependência de substâncias psicoativas. As inscrições são permanentes e os interessados podem se cadastrar no site da prefeitura.

O serviço funciona na rua Marechal Deodoro da Fonseca, 504, Centro. O horário de atendimento é das 8h às 12h e das 13h às 17h. Mais informações pelos telefones (11) 4583-7301 ou 4583-7315. O email é o familia.acolhedora@jundiai.sp.gov.br.

Serviço seleciona, capacitar e acompanhar as famílias acolhedoras

Serviço seleciona, capacitar e acompanhar as famílias acolhedoras

Viviane Rodrigues
Fotos: Dorival Pinheiro Filho


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2015/08/20/aumenta-numero-de-interessados-em-participar-do-familia-acolheadora/

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original