Envelhecimento da comunidade é tema de palestras

Publicada em 19/10/2015 às 18:37

O direito dos idosos ao atendimento informado sobre sua realidade atual, previsto no Estatuto do Idoso e recomendado no ano passado pela Conferência Municipal do Idoso, foi o tema de palestra especializada nesta segunda-feira (19) para mais de 130 servidores públicos no período da tarde e para mais de 80 outros, do setor de educadores esportivos, no período da noite.

A iniciativa foi na Escola de Governo e Gestão e foi articulada pela Coordenadoria do Idoso, vinculada ao gabinete do prefeito Pedro Bigardi.

LEIA TAMBÉM
Jundiaí adere a movimento regional de idosos
Jundiaí é ‘muito efetiva’ para Tribunal de Contas
2º Congresso de Saúde Bucal começa nesta quarta (21)

Mais de 200 servidores participaram das palestras sobre atendimento a idosos

Mais de 200 servidores participaram das palestras sobre atendimento a idosos

“Meu trabalho é feito em cima das peculiaridades e diferentes entre envelhecimento e velhice. Em 25 anos de relação com o tema, dificilmente vi uma mobilização tão grande do poder público. Mas ainda precisamos enraizar o tema, não depender do gestor”, afirma a antropóloga Andrea Lopes, da Universidade de São Paulo (USP).

Entre os setores com técnicos envolvidos na capacitação estiveram a Secretaria de Transportes com fiscais, agentes de trânsito e técnicos de concessionárias de ônibus, a Secretaria de Esportes e Lazer com educadores esportivos, a Guarda Municipal, o Hospital São Vicente, a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Turismo, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social com assistentes sociais e centros de referência social nos bairros, a Secretaria de Educação com educadores, a Ouvidoria, o serviço 156, o Instituto de Previdência (Iprejun) e ainda a Associação dos Aposentados e Pensionistas.

Com o tema Construção Sociocultural do Envelhecimento – A Potência da Diferença, a palestra abordou questões tratadas pela própria palestrante como a semelhança do valor da ação voluntária para idosos do Brasil, Estados Unidos e Japão e também a complexidade desse segmento com seus cortes de gênero, de raça ou de renda.

 A antropóloga Andrea Lopes destacou que o tema, além de pessoal, é social

A antropóloga Andrea Lopes destacou que o tema, além de pessoal, é social

“Hoje eu diria que é preciso estimular a ação coletiva desde os jovens até os adultos para que caminhem de forma mais saudável. Nosso desafio é integrar mais nossas políticas públicas de maneira a vermos nossos idosos também como potencial”, comentou Andrea antes da palestra da tarde. Seus últimos estudos devem ser publicados na revista Kairós, da PUC-SP.

Na abertura, o presidente da Escola de Governo, Marcelo Lo Mônaco, destacou a abordagem setorial permitida pela criação das coordenadorias e a titular da Coordenadoria do Idoso, Cláudia Sartori, destacou o crescimento gradativo do tema em Jundiaí.

Caderneta
Também nesta segunda-feira (19), a Secretaria de Saúde promoveu um encontro de lideranças de diversos setores de sua estrutura para uma capacitação detalhada sobre a nova caderneta de saúde do idoso, do Ministério da Saúde, que tem Jundiaí como uma das primeiras cidades a implementar no País.

José Arnaldo de Oliveira
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2015/10/19/envelhecimento-da-comunidade-e-tema-de-palestras/