A Força da Indústria

Jundiaí possui 2.637 indústrias (incluindo o subsetor da construção civil) segundo dados da Rais 2014 (Relação Anual de Informações Sociais), do Ministério do Trabalho e do Emprego. O setor é o segundo maior empregador de mão-de-obra formal do Município, com 57.486 funcionários.

Este complexo foi responsável, em 2013, pelo quinto maior valor adicionado industrial do Estado de São Paulo, segundo dados apurados pelo IBGE no estudo “Produto Interno Bruto dos Municípios 2013”. A indústria, (incluindo a construção civil), participa com 27,08% na composição do valor adicionado municipal.

Na diversidade do parque industrial jundiaiense, destacam-se os setores de: Alimentos e Bebidas, com uma das maiores fábricas de refrigerantes do mundo – a Coca Cola, além da Ambev (Pepsi Cola), Vinagre Castelo e Vinagre Toscano, com expressiva participação na produção nacional de vinagre, Sara Lee, Sadia, Frigor Hans, Cereser (que inaugurou no Município, em 2009, a maior linha de produção de espumantes do mundo), Belesso, Passarin e outros; Louças e Cerâmica: Incepa/Roca, Deca, Ideal Standard, também responsáveis por fração expressiva da produção nacional; Papel e Embalagens: Klabin, Injepet, Rexan, Henry Pack, etc.; Autopeças: Mahle Metal Leve, Plascar, EBF Vaz, Neumayer Tekfor, Takata-Petri, Continental, Alpino, Bollhoff, Balzers, Eltek, Eckerle, etc.; Máquinas e Equipamentos: Sifco, Siemens, CBC Indústrias Pesadas, BT International, Husky, Korper, Radio Frigor, Wofgang Loch, GTS Thielmann, etc.; Produtos Químicos: Dow Chemical, National Chemical, Eka Chemicals, Ecopur, AGA S/A, Air Liquide, White Martins, Messer, IBG, etc.; Material Eletrônico: Foxconn, Compal, Arima, etc., Têxtil, Farmacêutica, Construção, Plástico e Borracha, e muitos outros setores.

Tradição de longa data, a força da indústria ainda é o presente de Jundiaí, e o futuro será construído com o amparo de sua contribuição.


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/desenvolvimento-economico/vantagens/a-forca-da-industria/