História oral é alvo de oficina para as rotas turísticas

Publicada em 24/08/2015 às 17:57

O encontro tratou de apoio técnico para valorização de histórias das comunidades

O encontro tratou de apoio técnico para valorização de histórias das comunidades

Em um tema completamente novo para empreendedores rurais, a chamada “história oral” teve uma oficina apresentada nesta segunda-feira (24) para representantes da Rota da Uva e da Rota da Terra Nova, as duas primeiras rotas turísticas que estão sendo consolidadas em Jundiaí. O trabalho foi desenvolvido pela equipe do Museu Histórico e Cultural, em parceria da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Turismo com a Secretaria de Cultura.

De acordo com a diretora de Turismo, Marcela Moro, a articulação das duas primeiras rotas turísticas (de um estudo para cinco rotas no município) envolve a valorização do legado cultural de suas áreas. Enquanto a Rota da Terra Nova está no bairro de mesmo nome, a Rota da Uva abrange bairros como Toca, Caxambu, Roseira e áreas rurais da Colônia e outros.

LEIA TAMBÉM
Desfile da Independência define ordem de apresentações
Simpósio sobre Patrimônio começa nesta quarta-feira (26)
Jundiaí destaca crescimento do turismo local em encontro na cidade

Mas o que é exatamente essa história oral? Trata-se de narrativas, muitas vezes passadas de geração a geração, que complementam ou até substituem a história escrita desde a escala global até a escala como pessoa. E pode usar outros meios, como o audiovisual, para ser registrada, como mostrou o programa de História Oral desenvolvido pelo próprio museu local em entrevistas gravadas em vídeo.

Uma das propostas é que as rotas turísticas possam registrar depoimentos dos moradores mais antigos e criar produtos tanto para valorizar sua identidade coletiva como até mesmo em cada propriedade ou empreendimento. Algo anterior já havia sido mostrado na oficina, sobre o contato com objetos antigos.

Participantes discutem como usar lições do museu no dia a dia do turismo rural

Participantes discutem como usar lições do museu no dia a dia do turismo rural

As entrevistas mostradas aos participantes, do projeto Viticultores e Vinicultores (2014), emocionou com as entrevistas de agricultores sobre a história da uva na cidade. O programa também inclui a iniciativa sobre a história do cinema local com o projeto Jundiá Filmes (2013-2014) e ainda um projeto-piloto chamado Roda de Lembranças, testado anteriormente aos outros no Clube 28.

A equipe que coordenou a oficina para as rotas turísticas contou com os técnicos Creusa Claudino, Alexandre Oliveira e Shari Almeida. Outros encontros de trabalho específicos da Rota da Uva e da Rota da Terra Nova estão marcados para esta terça-feira (25) e quarta-feira (26).

José Arnaldo de Oliveira
Fotos: Fotógrafos PMJ


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2015/08/24/historia-oral-e-alvo-de-oficina-para-as-rotas-turisticas/