O que devo saber antes da visita?

Os agendamentos devem ser feitos, diretamente com o monitor, por telefone ou e-mail.

O serviço de monitoria tem um custo e deve ser pago diretamente ao monitor responsável pela trilha no dia escolhido.

Cada circuito tem capacidade máxima de 15 pessoas, podendo em alguns circuitos esse número ser menor*.

* A capacidade máxima por trilha está definida no Plano de Manejo da Reserva Biológica Municipal da Serra do Japi

Após entrar em contato com os monitores e verificar a disponibilidade de vagas, todos os visitantes deverão preencher o Termo de Responsabilidade, disponível no link abaixo.

Os menores de 18 anos desacompanhados poderão visitar mediante autorização do responsável (pais ou responsável). Para os menores de 14 anos à visitação só será permitida se estiverem acompanhados pelos pais ou responsável.

Termo de Responsabilidade

Termo de Responsabilidade – Menor

Documentos a serem apresentados:

– Documento com foto.

Regras para visita dentro da Reserva Biológica

  • seguir rigorosamente a orientação dos monitores.
  • deixar os monitores irem adiante para checar a trilha;
  • não se afastar do grupo e manter-se na trilha ou circuito determinados;
  • não retirar plantas, frutos, sementes ou animais da floresta;
  • durante o percurso nas trilhas, todos os resíduos recolhidos devem ser levados para serem descartados nas lixeiras separando os resíduos secos recicláveis dos úmidos orgânicos.

O que levar

  • suprimentos para se alimentar:

→ alimentos de natureza leve: frutas in natura ou frutas secas, barras de cereais, lanches frios;

→ alimentos calóricos: barra de chocolate, castanhas ou amendoim, biscoitos ou bolachas.

  • suprimentos para se hidratar: água, suco ou qualquer outra bebida, inclusive se for com gás;
  • sacola para guardar os resíduos → recomenda-se levar duas para já separar os resíduos secos recicláveis dos úmidos orgânicos;

→ medicamentos de uso controlado ou aqueles que o visitante julgue necessários,
de acordo com a peculiaridade de cada um;

  • capa de chuva ou sacos plásticos para embrulhar materiais que não podem molhar, podem ser úteis caso ocorra chuvas inesperadas (mais frequente na estação verão nos meses de dezembro até março).

O que usar

  • calça comprida, boné e roupas preferencialmente de cores neutras;
  • calçado confortável, fechado e seguro para percorrer trilhas ou circuitos;
  • repelente e protetor solar (itens peculiares à necessidade individual do visitante).

O que não pode

  • fumar no local;
  • objetos cortantes;
  • fazer uso de bebidas alcoólicas;
  • utilizar jogos de azar, baralho, etc;
  • entrada de animais domésticos, bicicletas, skates, motos e patinetes
  • perfumes e desodorantes que exalem odores fortes, pois poderão atrair e ou irritar abelhas e outros insetos.

É terminantemente proibida a retirada de quaisquer exemplares da flora e fauna de uma Unidade de Conservação, salvo os casos em que houver autorização antecipada, tais como autorizações para atividades com finalidade científica e autorizações para atividades com finalidade didática (no âmbito do ensino superior). No caso de descumprimento das regras o responsável responderá e cumprirá as penalidades previstas na Lei de Crimes Ambientais 9.605 de 1998.

Alguns telefones que podem ser úteis numa eventual emergência 

  • SAMU – telefone 192
  • Corpo de Bombeiros – telefone 193
  • Guarda Municipal disque – telefone 153
  • Posto da Guarda na Serra  – telefone 1145994184
  • Todas as visitas, iniciam-se da Base Ecológica.

Se na véspera, ou no dia da visita, se as condições meteorológicas forem desfavoráveis, ou seja, nuvens com prenúncio de chuva, ou com chuva torrencial, ou com ventania, ou qualquer fenômeno dessa espécie ou de maior amplitude o monitor responsável entra-rá em contato cancelando a visita.


Link original: https://jundiai.sp.gov.br/planejamento-e-meio-ambiente/visitacao-monitorada/recomendacoes-especificas/